O tempo médio entre o nascimento e a primeira mamada: o ideal e o real

Autores

  • Suzana Cordeiro da Silva Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Leila Rangel da Silva Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro
  • Luciana Fillies Bueno Mathias Instituto Fernandes Figueira

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v10.46598

Palavras-chave:

Enfermagem, Aleitamento Materno, Recém-Nascido

Resumo

Em 1992 o Brasil adotou a Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC) como estratégia para aumentar os índices de aleitamento materno. Este estudo se delimita no 4o Passo desse programa. Os objetivos foram determinar o tempo médio entre o nascimento e a primeira mamada e verificar a sua relação com o tipo de parto. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa realizado no Instituto Fernandes Figueira (IFF). Foram entrevistadas 50 mulheres internadas com seus bebês em alojamento conjunto no período de março a maio de 2007. Os dados foram analisados pelo programa Epi-Info 3.4 de 2007. O tempo médio entre o nascimento e a primeira mamada dos partos cesáreos foi 6:29h, quanto ao parto vaginal, foi 1:55h. Os resultados encontrados vão contra a recomendação da IHAC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suzana Cordeiro da Silva, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Acadêmica do 9° Período de Graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto UNIRIO. E-mail: susu.nit@gmail.com 


Leila Rangel da Silva, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Professora Adjunta do departamento de Enfermagem Materno Infantil da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto – UNIRIO. Email: lrangel@rio.com.br

Luciana Fillies Bueno Mathias, Instituto Fernandes Figueira

Enfermeira, Mestre em Enfermagem, especialista em Enfermagem Obstétrica do Instituto Fernandes Figueira. E-mail: lufillies@iff.fiocruz.br

 

Downloads

Publicado

04/05/2017

Como Citar

1.
Silva SC da, Silva LR da, Mathias LFB. O tempo médio entre o nascimento e a primeira mamada: o ideal e o real. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 4º de maio de 2017 [citado 27º de maio de 2022];10(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/46598

Edição

Seção

Artigo Original