Tuberculose: desigualdade de renda e interação da Estratégia Saúde da Família e Bolsa Família

  • Marcela Paschoal Popolin
  • Maria Concebida da Cunha Garcia
  • Luiz Henrique Arroyo Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Mellina Yamamura Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Marcelino Santos Neto Universidade Federal do Maranhão
  • Ludmila Barbosa Bandeira Rodrigues Universidade Federal de Mato Grosso
  • Ana Angélica Rêgo de Queiroz Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Inês Fronteira Universidade Nova de Lisboa, Instituto de Higiene e Medicina Tropical
  • Ricardo Alexandre Arcêncio Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Palavras-chave: Renda, Programas Governamentais, Estratégia Saúde da Família, Tuberculose

Resumo

Propôs-se verificar como a incidência e mortalidade por tuberculose (TB) se comportam em áreas cobertas pela Estratégia Saúde da Família e Bolsa Família, com ou sem desigualdade de renda. Estudo ecológico dos 26 Estados federados e o Distrito Federal do Brasil. Foram empregadas análises univariadas, multivariadas e análises espaciais. Na análise univariada, calculou-se a medida de posição (mediana) e a medida de dispersão (amplitude) das variáveis. Na análise multivariada, identificou-se sete grupos através da análise de agrupamento pelo método hierárquico. A construção dos mapas temáticos demonstrou uma distribuição heterogênea entre os grupos, devido às características particulares. O estudo evidenciou a realidade epidemiológica da TB no Brasil e seu comportamento em áreas cobertas pela Estratégia Saúde da Família e Programa Bolsa Família. Não observou diferenças no que se refere à incidência e mortalidade quando satisfatória cobertura desses programas, o que evidencia a relação da doença a outros determinantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcela Paschoal Popolin
Enfermeira, Doutora em Ciências. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: marcelappopolin@gmail.com.
Maria Concebida da Cunha Garcia
Enfermeira, Doutora em Ciências. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: concycg@yahoo.com.br.
Luiz Henrique Arroyo, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Fisioterapeuta, Mestre em Ciências. Discente do Programa de Pós-Graduação Interunidades de Doutoramento em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, nível Doutorado. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: luiz.arroyo@hotmail.com.
Mellina Yamamura, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Enfermeira, Doutora em Ciências. Discente do Programa de Pós-Graduação Interunidades de Doutoramento em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, nível Pós-Doutorado. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: mellinayamamura@yahoo.com.br.
Marcelino Santos Neto, Universidade Federal do Maranhão

Farmacêutico, Doutor em Ciências. Professor Adjunto da Universidade Federal do Maranhão. Imperatriz, MA, Brasil. E-mail: marcelinosn@gmail.com.

Ludmila Barbosa Bandeira Rodrigues, Universidade Federal de Mato Grosso
Enfermeira, Doutora em Ciências. Professora Adjunta da Universidade Federal de Mato Grosso. Sinop, MT, Brasil. E-mail: ludbbremerick@gmail.com.
Ana Angélica Rêgo de Queiroz, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Discente do Programa de Pós-Graduação Interunidades de Doutoramento em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, nível Doutorado. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: aninha_arego@hotmail.com.
Inês Fronteira, Universidade Nova de Lisboa, Instituto de Higiene e Medicina Tropical
Enfermeira, Doutora em Saúde Internacional. Professora Auxiliar do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa. Lisboa, Portugal. E-mail: ifronteira@ihmt.unl.pt.
Ricardo Alexandre Arcêncio, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
Enfermeiro, Doutor em Enfermagem em Saúde Pública. Professor Associado da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: ricardo@eerp.usp.br.
Publicado
28-11-2017
Como Citar
Popolin, M. P., Garcia, M. C. da C., Arroyo, L. H., Yamamura, M., Santos Neto, M., Rodrigues, L. B. B., Queiroz, A. A. R. de, Fronteira, I., & Arcêncio, R. A. (2017). Tuberculose: desigualdade de renda e interação da Estratégia Saúde da Família e Bolsa Família. Revista Eletrônica De Enfermagem, 19. https://doi.org/10.5216/ree.v19.44230
Seção
Artigo Original