Fluxo assistencial de usuárias com câncer de mama na rede pública de atenção à saúde

Autores

  • Silvia Rosa de Souza Tolêdo Pontifícia Universidade Católica de Goiás
  • Nilza Alves Marques Almeida Universidade Federal de Goiás
  • Marta Rovery de Souza Universidade Federal de Goiás
  • Ruth Minamisava Universidade Federal de Goiás
  • Ruffo Freitas Júnior Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v18.39147

Palavras-chave:

Neoplasias da Mama, Acesso aos Serviços de Saúde, Serviços de Saúde da Mulher

Resumo

Estudo transversal analítico que objetivou analisar a prevalência e os fatores associados ao fluxo assistencial nos três níveis de atenção à saúde exclusivamente no Sistema Único de Saúde (SUS) de usuárias com câncer de mama. Entrevistaram-se 92 mulheres com câncer de mama, entre 29 e 82 anos, em tratamento ambulatorial em nível terciário de atenção à saúde do SUS. A prevalência de utilização do fluxo realizado exclusivamente no SUS, nos três níveis de atenção à saúde, foi de 43,5% (IC95% 33,6-53,7). Cerca de um terço das mulheres realizou consultas ou exames na rede privada, principalmente a mamografia. Os fatores associados à utilização do fluxo exclusivamente SUS, nos três níveis, foi idade ?20 anos na primeira consulta ginecológica (OR=2,55) e estar sem trabalho remunerado (OR=3,28). Estes resultados sugerem a necessidade de melhoria de acesso na rede pública de atenção à saúde para mulheres com câncer de mama.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Rosa de Souza Tolêdo, Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Enfermeira, Mestre em Saúde Coletiva. Professora Assistente da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Goiânia, GO, Brasil. E-mail: silviarosatoledo@gmail.com.

Nilza Alves Marques Almeida, Universidade Federal de Goiás

Enfermeira, Doutora em Ciências da Saúde. Professora Adjunto da Universidade Federal de Goiás. Goiânia, GO, Brasil. E-mail: nilzafenufg@gmail.com.

Marta Rovery de Souza, Universidade Federal de Goiás

Bacharel em Ciências Sociais, Doutora em Ciência Sociais. Professora Associada da Universidade Federal de Goiás. Goiânia, GO, Brasil. E-mail: martary@gmail.com.

Ruth Minamisava, Universidade Federal de Goiás

Enfermeira, Doutora em Medicina Tropical. Professora Associada da Universidade Federal de Goiás. Goiânia, GO, Brasil. E-mail: minamisava@gmail.com.

Ruffo Freitas Júnior, Universidade Federal de Goiás

Médico, Doutor em Tocoginecologia. Professor Adjunto da Universidade Federal de Goiás. Goiânia, GO, Brasil. E-mail. Goiânia, GO, Brasil. E-mail: ruffojr@terra.com.br.

Publicado

22-12-2016

Como Citar

1.
Tolêdo SR de S, Almeida NAM, Souza MR de, Minamisava R, Freitas Júnior R. Fluxo assistencial de usuárias com câncer de mama na rede pública de atenção à saúde. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 22º de dezembro de 2016 [citado 30º de julho de 2021];18. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/39147

Edição

Seção

Artigo Original