Resiliência em cuidadores familiares de idosos com doença de Alzheimer

  • Carlene Souza Silva Manzini Universidade Federal de São Carlos
  • Francisco Assis Carvalho Vale Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Resiliência Psicológica, Doença de Alzheimer, Cuidadores, Demência, Família

Resumo

Resiliência é uma capacidade das pessoas de enfrentar de forma positiva as adversidades. O estudo transversal, quantitativo, teve por objetivo avaliar fatores associados à resiliência em cuidador familiar de idosos com doença de Alzheimer. A amostra foi composta por 66 cuidadores de idosos, acompanhados em um ambulatório de neurologia. A maioria dos cuidadores apresentou resiliência moderada.  Análise de regressão linear mostrou que alguns fatores interferem na resiliência dos cuidadores sendo estes: sobrecarga, aumento do número de dias dedicados ao cuidado, grau de parentesco nora/genro ou cônjuge, e prática de outras atividades além do cuidado. Os achados poderão ser úteis em áreas ligadas ao cuidado, e uma vez que foram identificadas variáveis que interferem na resiliência, estas poderão ser trabalhadas e melhoradas em benefício do cuidador e do paciente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Carlene Souza Silva Manzini, Universidade Federal de São Carlos
Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Discente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, nível Doutorado, da Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, SP, Brasil. E-mail: carlotamanzi@hotmail.com.
Francisco Assis Carvalho Vale, Universidade Federal de São Carlos
Médico Neurologista, Doutor em Neurologia. Professor Adjunto da Universidade Federal de São Carlos. São Carlos, SP, Brasil. E-mail: facvale@ufscar.br.
Publicado
12-12-2016
Como Citar
Manzini, C. S. S., & Vale, F. A. C. (2016). Resiliência em cuidadores familiares de idosos com doença de Alzheimer. Revista Eletrônica De Enfermagem, 18. https://doi.org/10.5216/ree.v18.37035
Seção
Artigo Original