Papel gerencial do enfermeiro de centro cirúrgico: percepções por meio de imagens

Autores

  • Camila Dalcól Instituto Federal do Paraná
  • Mara Lúcia Garanhani Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v18.34888

Palavras-chave:

Enfermagem Perioperatória, Papel do Profissional de Enfermagem, Enfermeiro, Centros Cirúrgicos

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a percepção de enfermeiros de centro cirúrgico sobre seu ambiente de trabalho e seu papel gerencial. Pesquisa qualitativa realizada com dez enfermeiros gerentes, de hospitais públicos e privados, por meio de entrevistas projetivas individuais, de fevereiro a agosto de 2013. As entrevistas foram transcritas e submetidas a análise de conteúdo. Os resultados possibilitaram por meio de imagens, tais como: estrategista, camaleão, maestro, carro-chefe, cabeça de coruja, super-herói entre outras, analisar as percepções dos enfermeiros. Em relação ao ambiente descreveram imagens associadas às finalidades e características físicas da unidade, destacando-a como o coração do hospital. Ao papel gerencial as imagens foram associadas à liderança, tomada de decisão, adaptação, flexibilidade, trabalho em equipe e supervisão. Observamos que os enfermeiros possuem uma visão proativa sobre sua atuação, porém, em alguns momentos, idealizadas. Torna-se ímpar refletir sobre seu papel e buscar dar maior visibilidade à sua atuação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Camila Dalcól, Instituto Federal do Paraná

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Professor Substituto do Instituto Federal do Paraná. Londrina, PR, Brasil. E-mail: kamila_dalcol@hotmail.com.

Mara Lúcia Garanhani, Universidade Estadual de Londrina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professor Associado da Universidade Estadual de Londrina. Londrina, PR, Brasil. E-mail: maragara@hotmail.com.

Publicado

30/06/2016

Como Citar

1.
Dalcól C, Garanhani ML. Papel gerencial do enfermeiro de centro cirúrgico: percepções por meio de imagens. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 30º de junho de 2016 [citado 10º de agosto de 2022];18. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/34888

Edição

Seção

Artigo Original