Vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia

Autores

  • Glenda Agra Universidade Federal da Paraíba
  • Maria Emília Romero de Miranda Henriques Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v11i4.33254

Palavras-chave:

Mulheres, Gastroplastia, Qualidade de vida

Resumo

A gastroplastia reduz as co-morbidades e melhora a qualidade de vida, resgatando a auto-estima e inclusão social do obeso mórbido. O estudo teve como objetivo investigar a vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia, a partir de seus discursos. Trata-se de um estudo exploratório com abordagem qualitativa, do qual participaram 16 pacientes mulheres que se submeteram à cirurgia bariátrica. Os dados foram coletados nos meses de junho a julho de 2007, por meio da técnica de entrevista semi-estruturada, com a utilização do sistema de gravação, as quais foram analisadas qualitativamente, à luz da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Emergiram as seguintes idéias centrais: elevação da auto-estima e bem-estar psicológico; promoção de bem-estar físico; mudança negativa no pós-operatório imediato e mediato; mudança positiva após a fase de adaptação; possibilidade de maior socialização; satisfação familiar e pessoal enquanto mulher e maior disposição, segurança e melhor estado de humor. Conclui-se, portanto, que, a gastroplastia é um tratamento cirúrgico para obesos mórbidos, que remete à perda ponderal, melhora a auto-estima, mas que traz conseqüências negativas. Daí a importância do cuidar destas pacientes desde a decisão de se submeter à cirurgia até a total reabilitação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Glenda Agra, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira e Psicóloga Hospitalar. Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação de Enfermagem da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Docente da Faculdade Santa Emília de Rodat e da Universidade Unida da Paraíba. João Pessoa, PB. E-mail: g.agra@yahoo.com.br.

Maria Emília Romero de Miranda Henriques, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Pós- Doutora pela Escuela de la Salud Publica de la Universidad de Granada – ES. Docente do curso de graduação em Enfermagem e do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da UFPB. João Pessoa, PB. E-mail: milahenriques@hotmail.com.

Downloads

Publicado

31/12/2009

Como Citar

1.
Agra G, Henriques MER de M. Vivência de mulheres que se submeteram à gastroplastia. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2009 [citado 7º de julho de 2022];11(4):982-92. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/33254

Edição

Seção

Artigo Original