Vigilância do desenvolvimento infantil: práticas de enfermeiras após capacitação

Autores

  • Altamira Pereira da Silva Reichert Universidade Federal da Paraíba
  • Vanessa Medeiros Nóbrega
  • Simone Soares Damasceno Universidade Federal da Paraíba
  • Neusa Collet Universidade Federal da Paraíba
  • Sophie Helena Eickmann Universidade Federal de Pernambuco
  • Marília Carvalho Lima Universidade Federal de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v17i1.27722

Palavras-chave:

Saúde da Criança, Desenvolvimento Infantil, Educação Permanente, Enfermagem Pediátrica, Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância

Resumo

Este estudo objetivou avaliar a percepção de enfermeiras em relação à sua prática na atenção à saúde da criança, após a capacitação em vigilância do desenvolvimento infantil, no contexto da Atenção Integrada às Doenças Prevalentes na Infância. Pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa realizada de junho a agosto de 2009, mediante entrevista com onze enfermeiras participantes de oficinas de capacitação realizadas em João Pessoa - Paraíba, Brasil. Identificaram-se, a partir da análise temática, três categorias: fragilidades na vigilância do desenvolvimento infantil antes da capacitação; olhar qualificado, pós-capacitação: empoderamento e motivação profissional; e novo agir na vigilância do desenvolvimento infantil. A capacitação mostrou-se como potente estratégia para qualificação profissional e mudança de atitudes da enfermeira na atenção primária, motivando as enfermeiras a novo agir frente à vigilância do desenvolvimento infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Altamira Pereira da Silva Reichert, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira, Doutora em Saúde da Criança e do Adolescente. Professora Adjunta da Universidade Federal da Paraíba (UFPB). João Pessoa, PB, Brasil. E-mail: altareichert@gmail.com.

Vanessa Medeiros Nóbrega

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. João Pessoa, PB, Brasil. E-mail: nessanobregam@hotmail.com.

Simone Soares Damasceno, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. João Pessoa, PB, Brasil. E-mail: imonedamasceno@ymail.com.

Neusa Collet, Universidade Federal da Paraíba

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta da UFPB. João Pessoa, PB, Brasil. E-mail: neucollet@gmail.com.

Sophie Helena Eickmann, Universidade Federal de Pernambuco

Médica, Doutora em Nutrição. Professora Associada da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Recife, PE, Brasil. E-mail: sophie.eickmann@gmail.com.

Marília Carvalho Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Médica, Doutora em Medicina. Professora Associada da UFPE. Recife, PE, Brasil. E-mail: mlima@ufpe.br.

Publicado

31/03/2015

Como Citar

1.
Reichert AP da S, Nóbrega VM, Damasceno SS, Collet N, Eickmann SH, Lima MC. Vigilância do desenvolvimento infantil: práticas de enfermeiras após capacitação. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de março de 2015 [citado 24º de maio de 2022];17(1):117-23. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/27722

Edição

Seção

Artigo Original