A manutenção do aleitamento materno de prematuros de muito baixo peso: experiência das mães

Autores

  • Beatriz de Carvalho Ciaciare Hospital e Maternidade Santa Joana
  • Michelle Thais Migoto Hospital Universitário Evangélico de Curitiba
  • Talita Balaminut Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Mauren Teresa Grubisich Mendes Tacla Universidade Estadual de Londrina
  • Sarah Nancy Deggau Hegeto de Souza Universidade Estadual de Londrina
  • Edilaine Giovanini Rossetto Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v17i3.27548

Palavras-chave:

Aleitamento Materno, Desmame, Prematuro, Enfermagem Neonatal

Resumo

Os objetivos deste estudo foram compreender o processo de amamentação a partir do relato das mães de prematuros e identificar fatores que facilitaram ou dificultaram esse processo. Estudo descritivo, de abordagem qualitativa à luz do cuidado centrado na família. Foram realizadas 12 entrevistas com mães de prematuros com seis meses de idade cronológica e os dados foram submetidos à análise de conteúdo. Emergiram quatro categorias: A experiência prévia em aleitamento materno no processo de amamentar um prematuro; Contexto emocional versus processo de amamentação; O domínio do manejo da amamentação do prematuro e Sucessos e fracassos. Conclui-se que no contexto da prematuridade, o apoio familiar e profissional, o manejo adequado e o acolhimento do serviço de maneira individualizada foram reconhecidos como grandes responsáveis pelo sucesso da amamentação, podendo até mesmo sobrepor o desejo materno prévio. O acompanhamento da amamentação após a alta é imprescindível para o seu sucesso nos prematuros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz de Carvalho Ciaciare, Hospital e Maternidade Santa Joana

Enfermeira, Enfermeira da Unidade de Terapia Intensiva neonatal do Hospital e Maternidade Santa Joana. São Paulo, SP, Brasil. E-mail: biaciaciare@hotmail.com.

Michelle Thais Migoto, Hospital Universitário Evangélico de Curitiba

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, nível Mestrado, da Universidade Federal do Paraná. Enfermeira do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba. Curitiba, PR, Brasil. E-mail: michelle_thais@hotmail.com.

Talita Balaminut, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem em Saúde Pública, nível Doutorado, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: talita_balaminut@yahoo.com.br.

Mauren Teresa Grubisich Mendes Tacla, Universidade Estadual de Londrina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem em Saúde Pública. Professora Adjunto da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Londrina, PR, Brasil. E-mail: maurentacla@gmail.com.

Sarah Nancy Deggau Hegeto de Souza, Universidade Estadual de Londrina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem em Saúde Pública. Professora Adjunto da UEL. Londrina, PR, Brasil. E-mail: sarahuel@sercomtel.com.br.

Edilaine Giovanini Rossetto, Universidade Estadual de Londrina

Enfermeira, Doutora em Enfermagem em Saúde Pública. Professora Adjunto da UEL. Londrina, PR, Brasil. E-mail: ediluizrossetto@gmail.com.

Publicado

07/04/2016

Como Citar

1.
Ciaciare B de C, Migoto MT, Balaminut T, Tacla MTGM, Souza SNDH de, Rossetto EG. A manutenção do aleitamento materno de prematuros de muito baixo peso: experiência das mães. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 7º de abril de 2016 [citado 23º de maio de 2022];17(3). Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/27548

Edição

Seção

Artigo Original