Mudanças percebidas por familiares de crianças/adolescentes em sofrimento mental que participam de grupos operativos

Autores

  • Maria Cícera dos Santos Albuquerque Universidade Federal de Alagoas
  • Yanna Cristina Moraes Lira Nascimento Universidade Federal de Alagoas
  • Mércia Zeviane Brêda Universidade Federal de Alagoas
  • Luana Cecylia Gomes Lucas Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v16i3.21777

Palavras-chave:

Cuidados de Enfermagem, Saúde da Criança, Adolescente, Família, Estresse Psicológico

Resumo

Estudo exploratório-descritivo, de natureza qualitativa que objetivou identificar mudanças percebidas por familiares de crianças e adolescentes em sofrimento mental que participam de grupos operativos. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas com oito familiares de crianças e adolescentes e submetidos a análise temática, gerando três categorias: a) mudanças na expressão de sentimentos, b) mudanças na percepção de si e c) aprendizagem de técnicas para lidar com o sofrimento mental. Os resultados evidenciaram que os grupos oportunizam alívio de tensões, funcionam como espaço de esclarecimento e escuta, ajudam no compartilhamento das inquietações, melhoram a convivência familiar, estimulam o cuidado de si, ensinam a utilizar técnicas de manejo de convivência. Conclui-se que os benefícios percebidos pelos familiares que participam dos grupos reforçam que é possível facilitar grupos operativos baseados na teoria pichoniana. Para tanto, a compreensão, apreensão e manejo do uso desta tecnologia depende de formação qualificada do profissional enfermeiro.

doi: 10.5216/ree.v16i3.21777.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cícera dos Santos Albuquerque, Universidade Federal de Alagoas

Enfermeira, Doutora em Enfermagem Fundamental. Professora Associada da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Maceió, AL, Brasil. E-mail: cicera.albuquerque@hotmail.com.

Yanna Cristina Moraes Lira Nascimento, Universidade Federal de Alagoas

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Professora Auxiliar da UFAL. Maceió, AL, Brasil. E-mail: yanna_cristina@hotmail.com.

Mércia Zeviane Brêda, Universidade Federal de Alagoas

Enfermeira, Doutora em Enfermagem Psiquiátrica. Professora Adjunto da UFAL. Maceió, AL, Brasil. E-mail: merciazb@gmail.com.

Luana Cecylia Gomes Lucas, Universidade Federal de Alagoas

Discente do curso de Graduação em Enfermagem da UFAL. Maceió, AL, Brasil. E-mail: luana_cecylia@hotmail.com.

Downloads

Publicado

30/09/2014

Como Citar

1.
Albuquerque MC dos S, Nascimento YCML, Brêda MZ, Lucas LCG. Mudanças percebidas por familiares de crianças/adolescentes em sofrimento mental que participam de grupos operativos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 30º de setembro de 2014 [citado 22º de maio de 2022];16(3):652-61. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/21777

Edição

Seção

Artigo Original