Percepções dos trabalhadores de enfermagem acerca dos cuidados paliativos

Autores

  • Tânia Cristina Schäfer Vasques Universidade Federal do Rio Grande
  • Valéria Lerch Lunardi Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem
  • Rosemary Silva da Silveira Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem
  • Wilson Danilo Lunardi Filho Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem
  • Giovana Calcagno Gomes Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem
  • Aline Campelo Pintanel

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v15i3.20811

Palavras-chave:

Cuidados Paliativos, Futilidade Médica, Enfermagem, Ética

Resumo

RESUMO

Objetivou-se conhecer as percepções dos trabalhadores de enfermagem que atendem pacientes fora da possibilidade de cura e com risco de vida, acerca dos Cuidados Paliativos. Trata-se de pesquisa qualitativa, exploratória, descritiva. A coleta de dados ocorreu ao longo de 2011, por meio de entrevista semiestruturada, com 23 trabalhadores de enfermagem de uma Unidade de Clinica Médica de um hospital do sul do Brasil e os dados foram submetidos à análise textual discursiva. Os resultados evidenciaram duas categorias: O (des)conhecimento dos trabalhadores de enfermagem sobre Cuidados Paliativos e Enquanto tem vida, tem esperança, enfocando aparente falta de conhecimento acerca dos cuidados Paliativos e da futilidade terapêutica, bem como dos sentimentos mobilizados pelos trabalhadores no cuidado aos pacientes fora da possibilidade de cura e com risco de vida. Destaca-se a relevância da educação permanente para capacitar os trabalhadores de enfermagem a partir da problemática da terminalidade vivenciada no cotidiano dos trabalhadores.

Descritores: Cuidados Paliativos; Futilidade Médica; Enfermagem; Ética.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Cristina Schäfer Vasques, Universidade Federal do Rio Grande

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-Graduação em Enfermagem (PPGEnf), nível Mestrado, da Universidade Federal do Rio Grande (FURG). Rio Grande, RS, Brasil. E-mail: taniacristina9@yahoo.com.br.

Valéria Lerch Lunardi, Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora Associada da Escola de Enfermagem (EENF) da FURG. Rio Grande, RS, Brasil. E-mail: vlunardi@terra.com.br.

Rosemary Silva da Silveira, Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem

Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Associada da EENF/FURG. Rio Grande, RS, Brasil. E-mail: anacarol@mikrus.com.br.

Wilson Danilo Lunardi Filho, Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem

Enfermeiro, Doutor em Enfermagem. Professor Associado da EENF/FURG. Rio Grande, RS, Brasil. E-mail: lunardifilho@terra.com.br.

Giovana Calcagno Gomes, Universidade Federal do Rio Grande, Escola de Enfermagem

Enfermeira, Doutora em Enfermagem. Professora Associada da EENF/FURG. Rio Grande, RS, Brasil. E-mail: giovanacalcagno@furg.br.

Aline Campelo Pintanel

Enfermeira, Mestre em Enfermagem. Rio Grande, RS, Brasil. E-mail: acpintanel@hotmail.com.

Downloads

Publicado

30/09/2013

Como Citar

1.
Vasques TCS, Lunardi VL, Silveira RS da, Lunardi Filho WD, Gomes GC, Pintanel AC. Percepções dos trabalhadores de enfermagem acerca dos cuidados paliativos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 30º de setembro de 2013 [citado 25º de maio de 2022];15(3):770-7. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/20811

Edição

Seção

Artigo Original