Perfil da mortalidade infantil a partir da investigação de óbitos

Autores

  • Camila Marques Careti Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Ana Helena Parra Scarpelini Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto
  • Maria Cândida de Carvalho Furtado Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v16i2.20321

Palavras-chave:

Mortalidade Infantil, Assistência Perinatal, Enfermagem Pediátrica

Resumo

O estudo objetivou analisar o perfil da mortalidade infantil de residentes em Ribeirão Preto -SP, entre 2009 e 2011, a partir dos dados do Comitê de Mortalidade Materno-Infantil. No período, ocorreram 224 óbitos, sendo 58 evitáveis. Crianças com menos de uma semana de vida, baixo peso ao nascer e idade gestacional inferior a 30 semanas foram as que mais morreram; o pré-natal foi considerado insuficiente para a maioria dos casos. Houve associação entre idade do óbito e idade gestacional; ter mais anos de estudo demonstrou um efeito protetor com relação ao óbito na primeira semana. A identificação de riscos potenciais ou reais para a vida da criança permite, ao enfermeiro, planejar assistência individual e qualificada. A partir de então, intervenções podem ser efetivadas no sentido de aprimorar o cuidado em saúde e, consequentemente, a qualidade de vida das crianças, com redução das mortes infantis.

doi: 10.5216/ree.v16i2.20321

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Camila Marques Careti, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Discente do curso de graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (EERP/USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: camilamarquesc@hotmail.com.

Ana Helena Parra Scarpelini, Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto

Médica pediatra. Médica da Secretaria Municipal de Saúde de Ribeirão Preto. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: anahelenapa@yahoo.com.

Maria Cândida de Carvalho Furtado, Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto

Enfermagem, Doutora em Enfermagem em Saúde Pública. Professora Doutora da EERP/USP. Ribeirão Preto, SP, Brasil. E-mail: mcandida@eerp.usp.br.

Downloads

Publicado

30-06-2014

Como Citar

1.
Careti CM, Scarpelini AHP, Furtado MC de C. Perfil da mortalidade infantil a partir da investigação de óbitos. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 30º de junho de 2014 [citado 21º de setembro de 2021];16(2):352-60. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/20321

Edição

Seção

Artigo Original