Características de idosos acometidos pela doença de Alzheimer e seus familiares cuidadores principais

Autores

  • Paula Cristina Barros de Matos Universidade Estadual de Maringá
  • Maria das Neves Decesaro Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5216/ree.v14i4.14775

Palavras-chave:

Doença de Alzheimer, Cuidadores, Idoso, Enfermagem.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi caracterizar idosos acometidos pela doença de Alzheimer e seus familiares cuidadores principais. Trata-se de estudo descritivo, realizado no município de Maringá-PR, no período de dezembro de 2010 a março de 2011, desenvolvido com oitenta cuidadores. Os dados foram coletados por meio de entrevista e analisados por procedimentos estatísticos com análise por frequência simples e percentual absoluto. A maioria dos cuidadores era do sexo feminino, com idade média de 54,8 anos, casada, com 8 anos ou mais de estudo, e possuía algum problema de saúde. Dos idosos, a maioria era do sexo feminino, com idade média de 80,8 anos, tinha 3 anos ou menos de estudo, possuía comorbidades e estava no estágio moderado da doença. Conhecer o perfil dos cuidadores e doentes pode contribuir para adoção de estratégias de intervenção por parte dos profissionais de saúde que atendam as necessidades de forma individualizada e humanizada.

Descritores: Doença de Alzheimer; Cuidadores; Idoso; Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Cristina Barros de Matos, Universidade Estadual de Maringá

Enfermeira. Discente do Programa de Pós-graduação em Enfermagem da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Maringá, PR, Brasil. E-mail: paulinhacristina_@hotmail.com.

Maria das Neves Decesaro, Universidade Estadual de Maringá

Enfermeira, Doutora em Enfermagem Fundamental. Professora Adjunto da UEM. Maringá, PR, Brasil. E-mail: mndecesaro@uem.br.

Downloads

Publicado

31/12/2012

Como Citar

1.
Matos PCB de, Decesaro M das N. Características de idosos acometidos pela doença de Alzheimer e seus familiares cuidadores principais. Rev. Eletr. Enferm. [Internet]. 31º de dezembro de 2012 [citado 28º de maio de 2022];14(4):857-65. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/14775

Edição

Seção

Artigo Original