A revolução nas origens da esquerda católica brasileira e a Teologia da Libertação

Resumo

O tema da revolução ganha espaço importante no Brasil e na América Latina e Caribe no final da década de 1950 e no início da década de 1960. A vitoriosa revolução cubana (janeiro de 1959) alimenta o imaginário
da juventude, incluindo a cristã. Os jovens católicos organizados na Ação Católica Especializada, especialmente na JUC, JOC e JEC, atuando em movimentos de educação, estudantis e sindicais, no campo e nas cidades, questionada, também se preocupa com a questão do empobrecimento, da desigualdade e da opressão. Assim, começava a avançar a ideia de uma esquerda católica e a necessidade de aliança com outros setores da sociedade civil que desejavam a transformação social e a revolução. E como o cristão poderia participar dessa realidade? Como ser cristão num mundo de miseráveis? Como ler e interpretar a dinâmica social e política que gerava exclusão? São questões que ocupam intelectuais de várias tendências, especialmente cristãos. Começava um processo de elaboração de uma nova formulação da inteligência da fé, da teologia, a Teologia da Libertação. O presente artigo, a partir de pesquisa qualitativa bibliográfica, objetiva refletir sobre as ideias de revolução, a compreensão da revolução cristã, e como foi sendo construída, especialmente a partir da juventude cristã, a Teologia da Libertação. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wellington Teodoro Silva, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Doutor em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), professor titular do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Linha de pesquisa: “Religião, Política e Educação”.

Paulo Agostinho Nogueira Baptista, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil

Doutor e Mestre em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), com pós-doutorado em Demografia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), professor titular do Programa de Pós-graduação em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Linha de Pesquisa: “Religião, Política e Educação”.

Publicado
05-08-2020
Como Citar
Silva, W. T., & Nogueira Baptista, P. A. (2020). A revolução nas origens da esquerda católica brasileira e a Teologia da Libertação. Sociedade E Cultura, 23. https://doi.org/10.5216/sec.v23i.59752
Seção
Dossiê: Cristianismo da libertação e teologia da libertação na América Latina