Os rumos da utopia brasiliense: observações sobre a representação da capital federal no conto "Brasília" de Clarice Lispector

Autores

  • Dijaci David de Oliveira MEC

DOI:

https://doi.org/10.5216/sec.v11i1.4475

Palavras-chave:

Brasília, cidade, Clarice Lispector.

Resumo

O presente trabalho analisa o conto Brasília da escritora Clarice Lispector, composto em dois momentos: nos tensos anos de 1962 e no auge do “milagre econômico”. Publicado postumamente, o conto é emblemático e permite-nos acompanhar parte das expectativas da sociedade em relação ao futuro da capital. Realizamos uma decomposição do texto e, simultaneamente, um cotejamento com algumas obras historiográficas e sociológicas para compreender o discurso presente no conto. Assim, percebemos no discurso da autora o pressuposto de que a ausência de “povo” acabou por “facilitar” a tomada do poder pelos militares uma vez que sem povo não haveria reação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dijaci David de Oliveira, MEC

Doutor em Sociologia. Consultor MEC dijaci@gmail.com

Downloads

Publicado

2008-08-03

Como Citar

OLIVEIRA, D. D. de. Os rumos da utopia brasiliense: observações sobre a representação da capital federal no conto "Brasília" de Clarice Lispector. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 11, n. 1, 2008. DOI: 10.5216/sec.v11i1.4475. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fcs/article/view/4475. Acesso em: 3 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos Livres