ILHAS TÉRMICAS NA CIDADE DE FORTALEZA/CE - DOI 10.5216/bgg.v28i2.5718

Autores

  • Marcelo de Oliveira Moura Universidade Federal do Ceará
  • Maria Elisa Zanella Universidade Federal do Ceará
  • Marta Celina Linhares Sales Universudade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v28i2.5718

Resumo

O objetivo do trabalho se constitui em caracterizar o clima produzido pela cidade de Fortaleza, sob o nível termodinâmico do S.C.U. (MONTEIRO, 1976) numa dimensão linear tendo como referência doze pontos experimentais representativos da realidade urbana. Para isso, houve a realização de dois experimentos de regimes sazonais diferenciados com registros horários e simultâneos em perfis de 24 horas (07 às 06 horas). O primeiro experimento realizado no outono austral, período da quadra chuvosa na região, nos dias 04 e 05/05/2007, e o segundo na primavera, período da quadra seca, nos dias 09 e 10/11/2007. Os resultados encontrados seguem o ritmo da habitualidade climática dos episódios sazonais analisados, sendo os sistemas de circulação atmosférica fatores determinantes no comportamento térmico da cidade. A pesquisa identificou que as ilhas de calor em Fortaleza podem ultrapassar o valor de 5ºC, e ocorrem com maior freqüência e intensidade no período diurno, entre as 07 e 15 horas. As espacializações das ilhas de calor se concentraram nos setores sudoeste, oeste, noroeste e porção central da cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-03-12

Como Citar

MOURA, M. de O.; ZANELLA, M. E.; LINHARES SALES, M. C. ILHAS TÉRMICAS NA CIDADE DE FORTALEZA/CE - DOI 10.5216/bgg.v28i2.5718. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 28, n. 2, p. 33–44, 2009. DOI: 10.5216/bgg.v28i2.5718. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/5718. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos