O DEBATE SOBRE A DESINDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL: ABORDAGENS CONCORRENTES E UM OLHAR A PARTIR DA GEOGRAFIA

THE DISCUSSION ON DEINDUSTRIALIZATION IN BRAZIL: COMPETING APPROACHES AND A LOOK FROM GEOGRAPHY

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v39i0.56942

Resumo

Avaliar os elementos constitutivos dos processos de industrialização e desindustrialização e observar a pertinência dos mesmos para o contexto das transformações do mais recente regime de acumulação no Brasil são os principais objetivos deste artigo. Para isso, acreditamos que qualquer debate sobre os processos de industrialização e desindustrialização deve passar pela relação que esses têm com dois fenômenos específicos da realidade contemporânea, a saber: 1) a relação entre terciarização e produção manufatureira; e 2) a reestruturação territorial e produtiva materializada nas últimas décadas. Considerados os dois fenômenos para a realidade industrial brasileira, o país parece apontar para uma nova combinação entre relações espaciais, produtivas, financeiras e de serviços, capaz de revelar mecanismos complexos de organização dos sistemas industriais. Desse modo, conceitos, metodologias e tipologias convencionais tendem a não capturar inteiramente a complexidade das transformações setoriais e espaciais da indústria na contemporaneidade, e a atualização dos mecanismos de interpretação faz-se necessário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-07-09

Como Citar

PEREIRA JÚNIOR, E. A. O DEBATE SOBRE A DESINDUSTRIALIZAÇÃO NO BRASIL: ABORDAGENS CONCORRENTES E UM OLHAR A PARTIR DA GEOGRAFIA: THE DISCUSSION ON DEINDUSTRIALIZATION IN BRAZIL: COMPETING APPROACHES AND A LOOK FROM GEOGRAPHY. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 39, p. 1–20, 2019. DOI: 10.5216/bgg.v39i0.56942. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/56942. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos