A IMIGRAÇÃO UCRANIANA NA AMÉRICA LATINA (SÉCULOS XIX E XX): IDENTIDADE E CULTURA

UKRAINIAN IMMIGRATION IN LATIN AMERICA (19TH AND 20TH CENTURIES): IDENTITY AND CULTURE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v39i0.55862

Resumo

No estudo em questão abordamos os territórios ucranianos em terras latino-americanos, especificamente, na Argentina, no Brasil e no Paraguai, países onde esse grupo se concentrou ao longo dos séculos XIX e XX. O objetivo é compreender a construção desses territórios, concebidos como suporte para a cultura e a identidade ucraniana, na medida em que se constituem como um espaço permeado de símbolos e significações pertinentes aos imigrantes e diretamente imbricados com ele. A metodologia utilizada foi a análise documental em livros, periódicos, documentos de instituições oficiais da Representação Ucraniana [arquivados em igrejas ucranianas ou associações privadas], matérias jornalísticas sobre o período em análise etc. O foco desta análise foi a imigração ucraniana nos países da América Latina e os fatos e acontecimentos em comum entre eles, como: a vida camponesa; o papel da igreja na organização social do grupo, sua religiosidade e a vida institucional (escolas, sociedades organizadas), as quais contribuíram para transformar as colônias agrícolas fundadas na América Latina em territórios da imigração ucraniana.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cecilia Hauresko, Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO

Docente do Departamento de Geografia  da Universidade Estadual do Centro-Oeste - UNICENTRO, Guarapuava, Paraná. Atuo nas areas de Geografia Agrária e Ensino de Geografia.

Publicado

2019-03-19

Como Citar

HAURESKO, C. A IMIGRAÇÃO UCRANIANA NA AMÉRICA LATINA (SÉCULOS XIX E XX): IDENTIDADE E CULTURA: UKRAINIAN IMMIGRATION IN LATIN AMERICA (19TH AND 20TH CENTURIES): IDENTITY AND CULTURE. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 39, p. 1–21, 2019. DOI: 10.5216/bgg.v39i0.55862. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/55862. Acesso em: 15 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos