FLUXO SUBSUPERFICIAL INTERCEPTADO POR ESTRADA RURAL: CARACTERÍSTICAS E DISTRIBUIÇÃO NA PAISAGEM

Autores

  • Márcia Cristina da Cunha Universidade Federal de Goiás
  • Edivaldo Lopes Thomaz

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v37i3.50763

Resumo

Embora as estradas rurais permitam o desenvolvimento das comunidades rurais, elas alteram a resposta hidrológica natural da bacia hidrográfica. Esse estudo foi realizado na bacia do Rio Guabiroba, Guarapuava-PR, com o objetivo de identificar e caracterizar os tipos de interceptação de fluxo subsuperficial causados por cortes de estradas rurais associados à sua distribuição espacial ao longo da bacia hidrográfica. Para tanto, como metodologia utilizada foram realizados levantamentos de campo com observação direta para determinar as áreas de interceptação do fluxo em subsuperfície e sua distribuição na bacia do Rio Guabiroba. Três tipos principais foram identificados e denominados como: fluxo de retorno, fluxo pipe e fluxo insaturado. O fluxo de retorno é frequentemente distribuído próximo aos rios e no fundo de vale, o fluxo pipe está presente principalmente em média vertente, e o fluxo insaturado ocorre mais frequentemente em encostas superiores, expelido nos taludes mais profundos. Conclui-se, portanto, que os tipos de interceptação subsuperficial e a distribuição espacial desses podem alterar a dinâmica hidrológica natural da bacia, provocando um tempo de resposta menor que por meio da infiltração e deslocamento no solo.
Palavras-chave: Bacia hidrográfica rural, resposta hidrológica, conectividade, área saturada.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2017-12-19

Como Citar

CRISTINA DA CUNHA, M.; LOPES THOMAZ, E. FLUXO SUBSUPERFICIAL INTERCEPTADO POR ESTRADA RURAL: CARACTERÍSTICAS E DISTRIBUIÇÃO NA PAISAGEM. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 37, n. 3, p. 429–447, 2017. DOI: 10.5216/bgg.v37i3.50763. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/50763. Acesso em: 25 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos