DESCARTE DE RESÍDUOS SÓLIDOS E CONFLITOS NO ESPAÇO PÚBLICO NO NÚCLEO CENTRAL DE ITUIUTABA, MINAS GERAIS, BRASIL DOI - 10.5216/bgg.v36i3.44551

Autores

  • Humberto Ferreira Silva Minéu Universidade Federal de Goiás
  • Vitor Ribeiro Filho
  • Manfred Fehr

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v36i3.44551

Resumo

Esta pesquisa aborda a gestão de resíduos sólidos urbanos do ponto de vista do espaço público ocupado com o seu descarte no Núcleo Central de Ituiutaba, Minas Gerais, Brasil, e os conflitos e efeitos negativos para a sociedade. Os objetivos da pesquisa são identificar e quantificar o uso do espaço público no descarte dos resíduos sólidos, as relações de conflitos com acessibilidade e mobilidade, os efeitos na ambiência e os valores econômicos. No estudo de caso foi realizada a observação, registro fotográfico, identificação das situações de conflitos e medição da área e do volume dos espaços ocupados pelo descarte dos resíduos. Foram quantificados os coletores existentes na área (fixos) e os pontos de descarte de resíduos deixados nas calçadas (móveis). Num espaço de doze quarteirões são identificados os pontos fixos e móveis que os residentes e comerciantes usam para descartar seus resíduos. O conjunto dos pontos ocupa 102 metros quadrados, sendo apresentados seus valores imobiliários. A presença dos resíduos interfere na mobilidade de pessoas e veículos, afeta o serviço de limpeza pública e produz impactos visuais negativos. Na ausência de regulamentação municipal, elabora-se uma proposta de mitigação dos conflitos. Palavras-chave: espaço público, resíduos sólidos, Núcleo Central, gestão de resíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2016-12-09

Como Citar

FERREIRA SILVA MINÉU, H.; RIBEIRO FILHO, V.; FEHR, M. DESCARTE DE RESÍDUOS SÓLIDOS E CONFLITOS NO ESPAÇO PÚBLICO NO NÚCLEO CENTRAL DE ITUIUTABA, MINAS GERAIS, BRASIL DOI - 10.5216/bgg.v36i3.44551. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 36, n. 3, p. 444–462, 2016. DOI: 10.5216/bgg.v36i3.44551. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/44551. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos