AVALIAÇÕES DA QUALIDADE DO AR EM PAULÍNIA-SP - DOI 10.5216/bgg.v24i1.4133

Autores

  • Miriam Ramos Gutjahr Universidade Federal de Goias

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v24i1.4133

Resumo

 

A obtenção de dados relativos à poluição do ar é sistematicamente difícil. O presente trabalho aborda a utilização de dados ‘proxi’ ou indiretos e sua comparação com dados de monitoramento da qualidade do ar, com o propósito de avaliar a qualidade do ar no município de Paulínia/SP. Levantamentos pontuais de poluição do ar foram realizados pela agência ambiental na Região Metropolitana de São Paulo – RMSP, Cubatão e outros 17 municípios do Estado, que tem sido alvo de maior atenção quanto à qualidade ambiental. Os parâmetros físico-químicos e climáticos monitorados são: partículas inaláveis (PI), dióxido de enxofre (SO2), ozônio (O3),monóxido de carbono (CO2), óxidos de nitrogênio (NOx), umidade relativa (%), temperatura (ºC), velocidade (m/s) e direção do vento (direção predominante/24hs). Observou-se que as concentrações dos poluentes são diretamente influenciadas pelas condições climáticas atuantes no período. A pesquisa de opinião pública realizada em 2001, comparada com a pesquisa semelhante realizada, entre 1994 e 1995, tiveram o objetivo de traçar um perfil das condições ambientais no município, através das atitudes, hábitos, percepções e expectativas dos seus moradores. Observou-se que um fator de grande incômodo para a maior parte da população é a ocorrência de maus odores e que os mesmos estão ligados ao conceito vigente de poluição do ar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-06-30

Como Citar

RAMOS GUTJAHR, M. AVALIAÇÕES DA QUALIDADE DO AR EM PAULÍNIA-SP - DOI 10.5216/bgg.v24i1.4133. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 24, n. 1, p. 55–68, 2008. DOI: 10.5216/bgg.v24i1.4133. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/4133. Acesso em: 26 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos