SALÁRIO MÍNIMO E PREÇOS COMO DETERMINANTES DE COMPLEMENTARIDADE EM CONURBAÇÕES BINACIONAIS - DOI 10.5216/bgg.v36i1.40379

Autores

  • Lisandra Pereira Lamoso Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v36i1.40379

Resumo

A taxa de câmbio é uma informação relevante para compreensão da integração comercial nas cidades conurbadas binacionais ou cidades-gêmeas. Discutimos outro elemento para compreender os processos de integração e complementaridade comercial. O valor do salário mínimo e seu poder de compra em cada lado da fronteira, nesse caso, a conurbação de Pedro Juan Caballero (Departamento de Amambay - Paraguai) e Ponta Porã (Mato Grosso do Sul - Brasil). A pesquisa realizou levantamento de preços em janeiro de 2013 e outubro de 2015 para confirmar a hipótese de que a conurbação tem um movimento pendular e orgânico que transcende o efeito do dólar como moeda de compra. O dólar é elemento estruturador do turismo de compras, mas não do cotidiano das cidades-gêmeas.
Palavras-chave: cidades conurbadas binacionais, fronteira, cidades-gêmeas, práticas de fronteirização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-03-21

Como Citar

PEREIRA LAMOSO, L. SALÁRIO MÍNIMO E PREÇOS COMO DETERMINANTES DE COMPLEMENTARIDADE EM CONURBAÇÕES BINACIONAIS - DOI 10.5216/bgg.v36i1.40379. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 36, n. 1, p. 177–196, 2016. DOI: 10.5216/bgg.v36i1.40379. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/40379. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos