AVALIAÇÃO TEMPORAL DO PERFIL DA VEGETAÇÃO DA MICRORREGIÃO DE CERES ATRAVÉS DO USO DE MÉTRICAS DE PAISAGEM - DOI 10.5216/bgg.v35i3.38837

Autores

  • Maria Gonçalves da Silva Barbalho Universidade Federal de Goiás
  • Sandro Dutra e Silva
  • Carlos Christian Della Giustina Christian Della Giustina

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v35i3.38837

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar as transformações temporais do perfil da vegetação natural da microrregião de Ceres, Goiás, entre os anos 1975, 1985 e 2012, através do uso de métricas de paisagem.
Os resultados revelaram um índice elevado de fragmentação da vegetação, com uma redução no tamanho médio dos fragmentosde 47,09 ha,em 1975, para 15,5 ha em 2012, e um aumento na densidade de borda de 62,08 ha,em 1975, para 132,78 ha em 2012, que mostra a baixa conectividade entre as formações florestais remanescentes e pode ser correlacionado à expansão da fronteira agrícola que se caracterizou pelo
desmatamento intensivo. Estes dados irão auxiliar projetos futuros que visam o monitoramento ambiental e o manejo sustentável desta região.
Palavras-chave: fragmentação da paisagem, vegetação natural, métricas de paisagem, imagens orbitais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

GONÇALVES DA SILVA BARBALHO, M.; DUTRA E SILVA, S.; CHRISTIAN DELLA GIUSTINA, C. C. D. G. AVALIAÇÃO TEMPORAL DO PERFIL DA VEGETAÇÃO DA MICRORREGIÃO DE CERES ATRAVÉS DO USO DE MÉTRICAS DE PAISAGEM - DOI 10.5216/bgg.v35i3.38837. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 35, n. 3, p. 472–487, 2015. DOI: 10.5216/bgg.v35i3.38837. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/38837. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos