ZONEAMENTO AMBIENTAL DAS PAISAGENS: ESTUDO DE CASO DO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SUCURIÚ, MATO GROSSO DO SUL, BRASIL - DOI 10.5216/bgg.v36i2.42799

Autores

  • Cesar Cardoso Ferreira Universidade Federal de Goiás
  • Edson Luís Piroli

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v36i2.42799

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo propor sistematicamente o Zoneamento Ambiental das Paisagens do Alto Curso da Bacia Hidrográfica do Rio Sucuriú, com base nas unidades de paisagens para fins de conservação e preservação ambiental como forma de subsídio para o planejamento do manejo do uso da terra. Para alcançar tal objetivo foram executados procedimentos operacionais para processamento de dados orbitais, cadastrais e temáticos em ambiente de sistema de informação geográfica (SIG). Esses procedimentos foram divididos em três etapas: inventários/diagnóstico, correlação e propostas/prognóstico. Os resultados obtidos a partir da análise dos dados orbitais, fisiográficos e de matrizes demostraram que há necessidade de propor o zoneamento ambiental das paisagens associado à elaboração de propostas voltadas para o manejo do uso da
terra para a preservação e conservação dos recursos naturais.
Palavras-chave: planejamento ambiental, conservação e preservação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

CARDOSO FERREIRA, C.; LUÍS PIROLI, E. ZONEAMENTO AMBIENTAL DAS PAISAGENS: ESTUDO DE CASO DO ALTO CURSO DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SUCURIÚ, MATO GROSSO DO SUL, BRASIL - DOI 10.5216/bgg.v36i2.42799. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 36, n. 2, p. 358, 2016. DOI: 10.5216/bgg.v36i2.42799. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/341. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos