CHUVAS EXTREMAS EM ALEGRETE (RS): UM ESTUDO SOBRE SUA OCORRÊNCIA NO SÉCULO XX - DOI CHUVAS EXTREMAS EM ALEGRETE (RS): UM ESTUDO SOBRE SUA OCORRÊNCIA NO SÉCULO XX - DOI 10.5216/bgg.v36i2.42798

Autores

  • Fabio de Oliveira Sanches Universidade Federal de Goiás
  • Roberto Verdum
  • Gilberto Fisch

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v36i2.42798

Resumo

Informações do 5º Relatório de Avaliação das Mudanças do Clima do Planeta (AR5) do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC) afirmam que os eventos extremos de precipitação se tornarão mais intensos
e frequentes até o final do século XXI. Neste trabalho objetiva-se identificar as frequências, absoluta e relativa, dos eventos intensos de precipitação e seu tempo de retorno, para a região no entorno dos postos meteorológicos de Alegrete (RS) no século XX. Foram utilizados dados pluviométricos diários dos postos da Agência Nacional de Águas (ANA) no período de 1928-2009. Os resultados indicaram que os dias com chuvas entre 50 e 80 mm são comuns no ano todo. Dias com chuvas ? 100 mm ocorrem uma vez ao ano. Dias com
chuvas ? 150 mm, ? 160 mm, ? 170 mm e ? 180 mm apresentam, respectivamente, tempo de retorno de 8, 21, 27 e 82 anos. Esses eventos intensos são responsáveis por parte da dinâmica da arenização em Alegrete
(RS).
Palavras-chave: arenização, chuvas extremas, mudanças climáticas, sudoeste do Rio Grande do Sul.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

DE OLIVEIRA SANCHES, F.; VERDUM, R.; FISCH, G. CHUVAS EXTREMAS EM ALEGRETE (RS): UM ESTUDO SOBRE SUA OCORRÊNCIA NO SÉCULO XX - DOI CHUVAS EXTREMAS EM ALEGRETE (RS): UM ESTUDO SOBRE SUA OCORRÊNCIA NO SÉCULO XX - DOI 10.5216/bgg.v36i2.42798. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 36, n. 2, p. 340, 2016. DOI: 10.5216/bgg.v36i2.42798. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/327. Acesso em: 23 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos