AGRICULTURA FAMILIAR: O TRABALHO DOS JOVENS NA GESTÃO E REPRODUÇÃO DE UM MODO DE VIDA NA REGIÃO ALTO URUGUAI, RIO GRANDE DO SUL - DOI 10.5216/bgg.v34i2.31737

Autores

  • Zenicleia Angelita Deggerone Universidade Federal de Goiás
  • Luís Fernando da Silva Laroque
  • Júlia Elisabete Barden

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v34i2.31737

Resumo

A agricultura familiar caracteriza-se como um modo de vida que vem se diferenciando pela preservação da biodiversidade e manutenção da identidade sociocultural das comunidades rurais, situação que ocorre também no Rio Grande do Sul. Considerando este contexto, o estudo objetiva analisar o processo social de permanência dos jovens rurais nas unidades de produção familiares nos municípios de Aratiba e Itatiba do Sul, localizados na Região Alto Uruguai, Rio Grande do Sul. A pesquisa, caracterizada como qualitativa, utilizou informações que
foram obtidas em diários de campo e entrevistas com jovens que atuam nas atividades econômico-produtivas nas unidades de produção familiares em análise. Dentre as constatações, observou-se que a permanência dos jovens no meio rural está relacionada a fatores como a autonomia e o poder de decisão dos jovens na
propriedade rural; a retribuição monetária pelas atividades desenvolvidas pelos jovens; as responsabilidades assumidas pelos jovens nos trabalhos e na gestão da propriedade rural; a valorização do trabalho realizado pelas jovens mulheres; a viabilidade econômica da unidade de produção através da diversificação dos sistemas de produtivos; a obtenção de rendas complementares (pluriatividade) às atividades agropecuárias, pelos jovens; e a inserção de novas atividades produtivas (agroindústrias familiares) na unidade de produção familiar.


Palavras-chave: agricultura familiar, jovens rurais, reprodução social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-09-01

Como Citar

ANGELITA DEGGERONE, Z.; FERNANDO DA SILVA LAROQUE, L.; ELISABETE BARDEN, J. AGRICULTURA FAMILIAR: O TRABALHO DOS JOVENS NA GESTÃO E REPRODUÇÃO DE UM MODO DE VIDA NA REGIÃO ALTO URUGUAI, RIO GRANDE DO SUL - DOI 10.5216/bgg.v34i2.31737. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 34, n. 2, p. 367–379, 2014. DOI: 10.5216/bgg.v34i2.31737. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/31737. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos