AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS E SOCIAIS COMO SUBSÍDIO PARA LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO PROJETO DE ASSENTAMENTO DE REFORMA AGRÁRIA MARIA BONITA I, POÇO REDONDO-SE - DOI 10.5216/bgg.V31i2.16846

Autores

  • Thiago Almeida Leite Universidade Federal de Sergipe
  • Ivana Silva Sobral Universidade Federal de Sergipe
  • Karla Fernanda Barbosa Barreto Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v31i2.16846

Resumo

O presente trabalho identificou e avaliou os impactos ambientais e sociais negativos do projeto de assentamentode reforma agrária Maria Bonita I, localizado no município de Poço Redondo, Sergipe, visando a subsidiar oprocesso de licenciamento ambiental. Para tal, utilizaram-se duas matrizes: a primeira, adaptada de Leopold,foi usada para classificar qualitativamente os impactos de acordo com seu tipo, natureza, periodicidade, efeito,reversibilidade e alcance; e a segunda foi elaborada por esta pesquisa para listar as atividades impactantes, osimpactos, suas respectivas medidas mitigadoras e os responsáveis em mitigá-las. Em seguida, as atividadesimpactantes foram descritas. Conclui-se que o licenciamento é de fundamental importância para minimizar osimpactos ambientais e sociais e melhorar a qualidade de vida da população, uma vez que as condicionantesambientais devem ser atendidas durante este processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-01-11

Como Citar

ALMEIDA LEITE, T.; SILVA SOBRAL, I.; FERNANDA BARBOSA BARRETO, K. AVALIAÇÃO DOS IMPACTOS AMBIENTAIS E SOCIAIS COMO SUBSÍDIO PARA LICENCIAMENTO AMBIENTAL DO PROJETO DE ASSENTAMENTO DE REFORMA AGRÁRIA MARIA BONITA I, POÇO REDONDO-SE - DOI 10.5216/bgg.V31i2.16846. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 31, n. 2, p. 69–81, 2012. DOI: 10.5216/bgg.v31i2.16846. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/16846. Acesso em: 27 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos