CONTEXTO SOCIOECONÔMICO DE GOIÁS NA DÉCADA DE 1970 E A ADOÇÃO DA POLÍTICA DE INDUSTRIALIZAÇÃO VIA DISTRITOS INDUSTRIAIS - DOi 10.5216/bgg.V30i1.11196

Autores

  • Wânia Chagas Faria Cunha Universidade Estadual de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v30i1.11196

Resumo

No presente artigo o autor procura caracterizar o contexto socioeconômico de Goiás na década de 1970 com o objetivo de compreender as principais transformações ocorridas na organização produtiva goiana a partir desse período, que teve como principal resultado a adoção da política de industrialização do estado. Nesta perspectiva, procura identificar os fatores determinantes da política de industrialização pautada na implantação dos distritos industriais e os porquês da escolha de Anápolis para sediar a implantação do primeiro distrito. O autor destaca também o processo de implantação do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), por ser este considerado o exemplo bem sucedido da política de industrialização de Goiás. Metodologicamente, recorre à revisão teórica que trata do tema em questão e também ao levantamento de dados socioeconômicos secundários e documentais sobre o período de surgimento da política de industrialização de Goiás e de criação do Daia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-08-31

Como Citar

FARIA CUNHA, W. C. CONTEXTO SOCIOECONÔMICO DE GOIÁS NA DÉCADA DE 1970 E A ADOÇÃO DA POLÍTICA DE INDUSTRIALIZAÇÃO VIA DISTRITOS INDUSTRIAIS - DOi 10.5216/bgg.V30i1.11196. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 30, n. 1, p. 69–92, 2010. DOI: 10.5216/bgg.v30i1.11196. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/11196. Acesso em: 5 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos