O ALTO SERTÃO SERGIPANO: ANÁLISE DAS POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO NESTE “TERRITÓRIO RURAL” - DOI 10.5216/bgg.V30i1.11194

Autores

  • Carmem Lúcia Santos Universidade Federal de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.5216/bgg.v30i1.11194

Resumo

Este trabalho problematiza alguns aspectos trazidos pela Política de Desenvolvimento Territorial Rural do Ministério do Desenvolvimento Agrário, especificamente o Colegiado Territorial (Codeter) no Território do Alto Sertão Sergipano. A estrutura do trabalho, na primeira secção, reportou-se à visão de território mais integradora, por apresentar uma aproximação com a noção de desenvolvimento e seus desdobramentos. Na segunda secção, apresenta a idéia de desenvolvimento a partir do enfoque territorial e, na secção final, caracteriza o território em estudo e traz os primeiros aspectos observados com relação ao arranjo institucional criado: o Codeter, que é um espaço democrático de discussão de demandas e aprovação de projetos de interesse do território, rompendo a tradicional barreira dos interesses municipais. O trabalho conclui que o contato entre representantes dos sindicatos dos vários municípios, dos representantes de governo, das associações, da sociedade civil, enfim, possibilitou a participação social em conformidade com a reivindicação histórica dos grupos sociais, embora permaneça a necessidade de estabelecer estratégias de participação mais efetiva como forma de qualificar sua intervenção e a própria gestão do que está sendo executado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-08-31

Como Citar

LÚCIA SANTOS, C. O ALTO SERTÃO SERGIPANO: ANÁLISE DAS POLÍTICAS DE DESENVOLVIMENTO NESTE “TERRITÓRIO RURAL” - DOI 10.5216/bgg.V30i1.11194. Boletim Goiano de Geografia, Goiânia, v. 30, n. 1, p. 51–67, 2010. DOI: 10.5216/bgg.v30i1.11194. Disponível em: https://revistas.ufg.br/bgg/article/view/11194. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos