A Covid-19 e sua dinâmica de propagação na rede urbana do Ceará, Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v14i3.66373

Resumo

A proposta deste texto é apreender algumas experiências da propagação do vírus SARS-CoV-2 no estado do Ceará a partir das tessituras de sua rede urbana. Parte-se da noção de que as circulações e as velocidades são importantes vetores de disseminação da Covid-19 no território, onde os fluxos de pessoas e objetos com diferentes frequências mantém relações variadas entre cidades de muitos tamanhos e funções. São interpretadas informações do Ministério da Saúde (IntegraSUS) e da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará, segundo sua difusão no sistema urbano. Por ler as descontinuidades espaciais e indicar um plano de observação que salta escalas e articula pontos alinhados em função de suas interações espaciais, a abordagem da rede urbana contribui sobremaneira na visão que captura a densidade, a conectividade e a circulação, exatamente os fatores que se apresentam como responsáveis pela disseminação da doença.

Palavras-Chave: Covid-19, Rede Urbana, Ceará.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2020-12-20

Como Citar

PEREIRA JÚNIOR, E. A.; HONÓRIO SAMPAIO, J. E. .; BRITO GOMES, R. . A Covid-19 e sua dinâmica de propagação na rede urbana do Ceará, Brasil. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 14, n. 3, p. 35–56, 2020. DOI: 10.5216/ag.v14i3.66373. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/66373. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos