Análise da Distribuição Espacial do Sistema Turístico de Juiz de Fora / MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v15i2.66183

Resumo

Este trabalho apresenta a análise espacial do sistema turístico/SISTUR a partir da produção cartográfica, temática e agregado, de seus equipamentos turísticos. O quadro teórico emerge na interface entre a administração, com ênfase na gestão pública, a geografia e o turismo, explorando o tema da aglomeração produtiva. Metodologicamente realizou-se um estudo de caso no locus de Juiz de Fora/MG, valendo-se de um banco de dados preexistente com os principais componentes do SISTUR em tela – em termos de equipamentos públicos e privados – de onde foram extraídos 100 itens mais representativos (amostra). Procedeu-se à geolocalização dos spots, via recuperação de informações disponíveis pelo sistema google Earth e, em casos específicos, via o georreferenciamento in locu de pontos não disponíveis. De posse das coordenadas dos 100 spots identificados, procedeu-se a produção de 18 cartas temáticas, por meio do software QGIS, setoriais e gerais, organizadas e analisadas segundo três princípios: o tipo de equipamento do sistema turístico; regiões de planejamento municipal, e concentração e centralidade. Tais mapas permitiram identificar a concentração da atividade em zonas: de alta, média e baixa incidência, cada qual requerendo um tipo de ação. Conclui-se que tais informações são estratégicas e necessárias para o fornecimento de informação qualificada necessária a tomada de decisão e intervenção no SISTUR em tela, visando o pleno desenvolvimento de suas potencialidades.

Palavras-chave: Sistema Turístico/SISTUR. Análise Espacial. Geolocalização. Mapas. Equipamentos Turísticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-10-22

Como Citar

PIMENTEL, T. Análise da Distribuição Espacial do Sistema Turístico de Juiz de Fora / MG. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 15, n. 2, p. 254–289, 2021. DOI: 10.5216/ag.v15i2.66183. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/66183. Acesso em: 14 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos