Transição urbana e demográfica no Brasil: características, percursos e tendências

Autores

  • Aurélia Hermínia Castiglioni Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, Espírito Santo, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v14i1.59464

Resumo

Este estudo tem como objetivo analisar a evolução conjunta dos processos de transição urbana e demográfica vivenciados pelo Brasil e Unidades Administrativas, de 1940 a 2010. O trabalho contém a caracterização espaço-temporal dos processos, o agrupamento das unidades com características semelhantes, a identificação de modelos de trajetórias e a projeção de tendências. Para o estudo foram aplicados métodos de análise de dados, de classificação hierárquica e de estimativa aos dados produzidos por fontes oficiais. A evolução dos processos apresenta as tendências clássicas que marcam as fases das transformações demográficas: aceleração do crescimento demográfico e da urbanização decorrentes inicialmente das mudanças do comportamento da mortalidade, a seguir, pela intensificação da migração rural-urbana, evoluindo para a fase de redução sincrônica da fecundidade e das taxas de crescimento natural ou vegetativo, migratório e urbano. As trajetórias dos processos demográficos, passadas ou atuais, refletem as desigualdades socioespaciais existentes entre as regiões do país e mostram que as diferenças entre indicadores persistem, porém com tendência à convergência.

Palavras-chave: Transição urbana, Transição demográfica, Migração rural-urbana, Continuidade e convergência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-03-20

Como Citar

CASTIGLIONI, A. H. Transição urbana e demográfica no Brasil: características, percursos e tendências. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 14, n. 1, p. 6–26, 2020. DOI: 10.5216/ag.v14i1.59464. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/59464. Acesso em: 21 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos