Produção dos territórios turísticos no Ceará

Autores

  • Tiago da Silva Castro Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil.
  • Alexandre Queiroz Pereira Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, Ceará, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v13i2.58288

Resumo

Transformações socioespaciais marcaram a zona costeira do Ceará nas últimas duas décadas. Verifica-se planejamento voltado à constituição de base econômica pautada nas práticas marítimas modernas, notadamente o turismo e a vilegiatura. Tais atividades possibilitam a inserção de sistemas técnicos objetivando a ampliação dos fluxos turísticos e modernização nas zonas de praia cearenses. Este artigo compreende os desdobramentos das intervenções públicas e privadas no Litoral Oeste do Ceará, como processo multiescalar capaz de modificar as bases políticas, econômicas, sociais e culturais do território. Para tanto, recorreu-se a referencial teórico sobre o planejamento turístico, os vetores de expansão urbana e as práticas marítimas modernas. Ainda, documentos oficiais permitiram a análise das políticas de turismo, enquanto as entrevistas estruturadas, o acervo fotográfico e cartográfico, possibilitaram a compreensão das dinâmicas socioespaciais nos municípios. Constatou-se que o processo de turistificação da Costa do Sol Poente suscitou não somente o aumento dos fluxos e fixos ligados à atividade turística, mas também novas tipologias ligadas à vilegiatura marítima e a complementaridade entre as duas práticas abordadas.

Palavras-chaves: Turismo, Planejamento, Litoral Oeste do Ceará.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-20

Como Citar

CASTRO, T. da S.; PEREIRA, A. Q. Produção dos territórios turísticos no Ceará. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 13, n. 2, p. 51–72, 2019. DOI: 10.5216/ag.v13i2.58288. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/58288. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos