Abordagem morfopedológica para avaliação histórica da estrutura da paisagem no Vão do Paranã (GO)

Autores

  • Tássia Andrielle Ponciano Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil.
  • Hellbia Samara Moreira de Carvalho Rodrigues Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil.
  • Karla Maria Silva de Faria Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v13i2.54857

Resumo

As mudanças no uso e ocupação da terra em áreas de relevância ambiental e social exigem da ciência geográfica análises integradoras da paisagem que ressaltem as relações do meio físico e biótico com as atividades antrópicas. O artigo teve objetivo de analisar o processo histórico de ocupação e as mudanças da estrutura da paisagem entre 1984 e 2015 na microrregião do Vão do Paranã considerando os compartimentos morfopedológicos como unidades de análise integrada da paisagem. A área destaca-se pela relevância ambiental internacional pressionada pelo avanço da fronteira agrícola direcionada de sul e de oeste. A metodologia utilizou-se da análise temporal do uso da terra, avaliando a estrutura da paisagem com uso de métricas e avaliação do comportamento histórico da ocupação e limitações ambientais em compartimentos morfopedológicos. Os resultados indicam a presença de seis compartimentos com processo de fragmentação da vegetação remanescente e avanço exponencial da agricultura em áreas inclusive frágeis. Destacou-se o favorecimento à ocupação antrópica no CMP I e III e a indicação de conservação ambiental nos demais.

Palavras-chave: Compartimentos Morfopedológicos; Fragmentação, Métricas da Paisagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-08-20

Como Citar

PONCIANO, T. A.; RODRIGUES, H. S. M. de C.; FARIA, K. M. S. de. Abordagem morfopedológica para avaliação histórica da estrutura da paisagem no Vão do Paranã (GO). Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 13, n. 2, p. 111–127, 2019. DOI: 10.5216/ag.v13i2.54857. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/54857. Acesso em: 19 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos