Expansão urbana e a questão fundiária: um reflexo da segregação territorial nas regiões Norte, Noroeste e Meia Ponte de Goiânia - GO

Autores

  • Helci Ferreira Ramos Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-1061-6100
  • Fabrizia Gioppo Nunes Universidade Federal de Goiás, Goiânia, Goiás, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v13i1.50043

Resumo

Tendo em vista a legalização ao direito à moradia, a presente proposta teve como intento central o diagnóstico e mapeamento do crescimento da malha urbana das regiões Norte, Noroeste e Meia Ponte, bem como da atual situação fundiária da posse legal de suas terras. Para alcançar tais objetivos, realizou-se um levantamento bibliográfico da ocupação histórica e social destas regiões, correlacionada, a sua periodização cartográfica. Como resultados foram gerados produtos cartográficos derivados da interpretação de imagens sensoriais, que ilustram a expansão da malha urbana entre1975 a 2015. A partir de dados da Prefeitura de Goiânia foram gerados também, mapas do processo evolutivo do loteamento do solo, entre os anos de 1950 a 2015 e da atual condição fundiária destes loteamentos. Os resultados indicam que apesar do esforço do Estado a partir da década de 90, a questão da situação fundiária até hoje não está totalmente resolvida, pois ainda são verificados alguns loteamentos e glebas de parcelamentos não aprovados por nenhuma organização pública e sem registros em cartório.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-12-21

Como Citar

RAMOS, H. F.; NUNES, F. G. Expansão urbana e a questão fundiária: um reflexo da segregação territorial nas regiões Norte, Noroeste e Meia Ponte de Goiânia - GO. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 12, n. 3, p. 94–116, 2018. DOI: 10.5216/ag.v13i1.50043. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/50043. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos