Território, cultura e natureza em símbolos nacionais: a representação espacial em bandeiras - DOI 10.5216/ag.v2i2.4709

Autores

  • Tiago José Berg UNESP

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v2i2.4709

Resumo

A bandeira, em conjunto com o brasão e o hino nacional são os três símbolos através dos quais um país independente proclama sua identidade e soberania. Em essência, eles servem como “totens modernos” – são signos que carregam uma afinidade especial para as nações que representam, distinguindo-as umas das outras, e reafirmando suas fronteiras de identidade. Eles projetam valores culturais associados a uma identidade política e à idéia de pertencimento a uma nacionalidade, uma comunidade política imaginada. Neste artigo, se examinam as bandeiras dentre os símbolos nacionais presentes, onde se encontra uma grande variedade de significações que envolvem a natureza, o território e a cultura como referências de espaços geográficos simbólicos associados a cada país ao longo do mundo. Argumenta-se que as bandeiras demonstram amplas possibilidades de interpretação dentro do campo científico, demandando maiores estudos para que se possa estreitar as relações entre “a geografia e representações simbólicas” como uma nova perspectiva da análise e decodificação das formas culturais de representação espacial. Palavras-chave: Símbolos Nacionais, Natureza, Território, Cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-09-07

Como Citar

BERG, T. J. Território, cultura e natureza em símbolos nacionais: a representação espacial em bandeiras - DOI 10.5216/ag.v2i2.4709. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 2, n. 2, p. 88–102, 2008. DOI: 10.5216/ag.v2i2.4709. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/4709. Acesso em: 28 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos