Sistemas ambientais e indicadores de desertificação: dinâmica das paisagens semiáridas na sub-bacia hidrográfica do riacho Santa Rosa

Autores

  • Luis Ricardo Fernandes da Costa Universidade Federal do Ceará - UFC
  • Vládia Pinto Vidal de Oliveira Universidade Federal do Ceará - UFC

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v11i2.39633

Resumo

Resumo

Com o desenvolvimento de estudos ambientais integrados, têm-se uma crescente busca por meios que estabeleçam parâmetros qualitativos e quantitativos no âmbito da degradação e/ou desertificação. O trabalho, com base nos estudos integrados, discute elementos que proporcionam subsídios para o diagnóstico ambiental integrado, além de caracterizar os sistemas ambientais e aplicar os indicadores de desertificação. As bases conceituais estão elencadas na concepção holística, orientada para uma visão integrativa dos elementos da paisagem. Do ponto de vista metodológico o trabalho foi executado em cinco etapas: análise de material bibliográfico, cartográfico e imagens de satélite; produção de mapas para auxílio no campo; trabalhos de campo para a comprovação dos dados; correção e adequação do material cartográfico produzido e aplicação dos indicadores de desertificação na sub-bacia. Os sistemas ambientais caracterizados pelos sertões ainda são as áreas mais vulneráveis à desertificação do ponto de vista geoambiental, com o agravante das áreas historicamente utilizadas para a subsistência local.

Palavras-chave: Paisagem semiárida. Sistemas Ambientais. Indicadores de desertificação. Sub-bacia hidrográfica do Riacho Santa Rosa.

  

Abstract

With the development of integrated environmental studies have been increasingly looking for ways to establish qualitative and quantitative parameters within the degradation and / or desertification. The work, based on integrated studies, discusses elements that provide grants for environmental assessment, as well as identifies and characterizes the environmental systems, in addition to analyzing the desertification indicators. The conceptual bases are listed in the holistic approach, geared towards an integrative view of landscape elements. From a methodological point of view, the work was carried out in five stages: bibliographical material analysis, mapping and satellite imagery; production of maps to aid in the field; fieldwork for the verification of the data; correctness and appropriateness of the produced cartographic material and application of desertification indicators in the sub-basin. Environmental systems characterized by hinterlands are still the most vulnerable areas to the desertification of the environmental point of view, with the aggravation of the areas traditionally used for local livelihoods.

Keywords: semiarid landscape. Environmental Systems. Indicators of desertification. Sub-basin of the Santa Rosa Creek.                                                                       

  

Resumen

Con el desarrollo de estudios ambientales integrados han estado buscando cada vez más maneras de establecer parámetros cualitativos y cuantitativos dentro de la degradación y /o la desertificación. El trabajo, basado en estudios integrados, analiza los elementos que proporcionan subvenciones para la evaluación ambiental, así como identifica y caracteriza a los sistemas ambientales, además de analizar los indicadores de desertificación. Las bases conceptuales se enumeran en el enfoque integral, orientado a una visión integradora de los elementos del paisaje. Desde el punto de vista del trabajo se llevó a cabo en cinco etapas metodológicas: análisis de material bibliográfico, la cartografía y las imágenes de satélite; producción de mapas para ayudar en el campo; el trabajo de campo para la verificación de los datos; corrección y adecuación del material cartográfico producido y aplicación de indicadores de desertificación en la sub-cuenca.. Sistemas ambientales caracterizadas por zonas de sertões siguen siendo las zonas más vulnerables a la desertificación del punto de vista geo-ambiental, con el agravante de las áreas tradicionalmente utilizados para los medios de vida locales.

Palabras clave: paisaje semiárido. Sistemas Ambientales. Los indicadores de la desertificación. Sub-cuenca del corriente Santa Rosa.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Ricardo Fernandes da Costa, Universidade Federal do Ceará - UFC

É Licenciado (2012) e Mestre (2014) em Geografia pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Foi bolsista de Iniciação Científica com o projeto Megageomorfologia e Geomorfologia Costeira do Nordeste Setentrional Brasileiro (Ceará e áreas adjacentes do Rio Grande Norte e Paraíba), com ênfase nos estudos sobre Geomorfologia Fluvial no sertão de Crateús e áreas adjacentes. Foi bolsista do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq, na modalidade Apoio Técnico (AT). Atualmente é Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal do Ceará, sob a linha de pesquisa Natureza, Campo e Cidade no Semiárido e pesquisador do Laboratório de Pedologia, Análise Ambiental e Desertificação (LAPED) e o Laboratório de Geomorfologia Ambiental, Costeira e Continental (LAGECO), atuando principalmente na área da Geografia Física e a problemática da Desertificação no Estado do Ceará.

Vládia Pinto Vidal de Oliveira, Universidade Federal do Ceará - UFC

Professora Associada III do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Ceará e pesquisadora do CNPq. Doutorado em Engenharia Agronômica (2002) no Programa Agricultura e Meio Ambiente em Zonas Semiáridas Universidade de Almería (UAL). Geóloga(UNIFOR).Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas) Cursos de Pós-graduação em Gerenciamento Costeiro (Labomar/UFC) e dois Internacionais com bolsa da ONU (Argentina e Rússia) na temática de Desertificação; Coordenou Projetos Internacionais: Ecologia de Paisagens (Programa WAVES/CNPq/BMBF); Projeto Ecologia de Zonas Áridas ECOZONAR (Programa ALFA) e Hidroponia no semiárido (Programa Alfa). Coordenou o Programa de Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA (2004-2008). Coordenou o Projeto de Cooperação Internacional Pró-África (Cabo Verde). Coordenou e Coordena o Doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA) em Rede (UFC/UFPI/UFRN/UFPB/UFPE/FUFS/UESC (2009-2013) e (2015 ? atual). Editora Chefe na Revista REDE - PRODEMA. Coordena o Programa de Mobilidade Internacional AULP/CAPES-UFC/UNIC-CV. Consultora Adhoc da Revista Mercator, Ambiente & Água e Ambiente e Sociedade. Possui experiências nas áreas: geociências e agronômica, com ênfase em geoecologia e solos, atuando principalmente nas temáticas: Zoneamento geoambiental/econômico e Ecológico, solos na dinâmica de paisagens semiáridas, análise de produtos de sensoriamento remoto, indicadores de degradação/desertificação.

Downloads

Publicado

2017-11-03

Como Citar

FERNANDES DA COSTA, L. R.; OLIVEIRA, V. P. V. de. Sistemas ambientais e indicadores de desertificação: dinâmica das paisagens semiáridas na sub-bacia hidrográfica do riacho Santa Rosa. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 238–258, 2017. DOI: 10.5216/ag.v11i2.39633. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/39633. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos