Resposta de uma praia arenosa a um evento de ressaca do mar: o caso da Praia do Icaraí (Caucaia, Ceará, Brasil)

Autores

  • Davis Pereira de Paula Universidade Estadual Vale do Acaraú
  • Carlos de Araújo Farrapeira Neto Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v11i2.39302

Resumo

Resumo

Este trabalho tem por objetivo de analisar as variações morfodinâmicas da Praia do Icaraí durante um evento de ressaca do mar, ocorrido entre os meses de janeiro e fevereiro de 2014. Foram realizadas campanhas diárias de campo para coleta de dados topográficos e sedimentares. Além disso, foram coletadas informações oceanográficas (ondas, marés e ventos). O estado morfodinâmico modal da Praia do Icaraí foi determinado a partir de quatro índices morfodinâmicos, sejam eles: o Parâmetro Adimensional Ômega, o Parâmetro Escalar de Arrebentação, o Parâmetro Relativo de Maré e o Índice de Praia. De forma geral, o principal agente indutor das alterações morfológicas na Praia do Icaraí, durante o evento de ressaca do mar, foi a onda. A dominância sedimentar se deu por areias médias variando a grossas. O estágio morfodinâmico dissipativo foi predominante durante a ressaca do mar, porém algumas pequenas alternâncias foram observadas para estágios intermediários e refletivos (em menor grau).  Por fim, verificou-se que a utilização de índices morfodinâmicos fornece subsídios para o planejamento e gestão urbana em ambientes praiais.

Palavras-chave: Morfologia costeira; Litoral de mesomaré; Eventos de alta energia.

 

Abstract

The objective of this research is to analyze the morphodynamic variations of Icaraí Beach during an undertow event, which took place between January and February of 2014. In order to collect topographic and sedimentary data, daily field campaigns were performed. In addition, oceanographic information of waves, tides and wind were collected. The modal morphodynamic state of Icaraí Beach was determined from four morphodynamic indexes: Omega parameter (Dimensionless fall velocity - ?), the Surf Scaling Parameter, the Relative Tide Range Parameter, and the Beach index. Overall, the main inducing agent of the morphological changes in Icaraí Beach during the undertow event was the wave. The sedimentary dominance in sands ranged from medium to coarse. The dissipative morphodynamic stage was prevalent during the undertow, though some minor alternations were observed for intermediate and reflective stages (to a lesser extent). Finally, the research concludes that the use of morphodinamic index provides sources for planning and urban management in ambiences of beach terrain.

Keywords: Coastal morphology; Mesotidal coasts; High-energy events.

  

Resumen

En el presente trabajo se analizan los cambios morfo-dinámicos de la Playa de Icaraí ocurridos entre los meses de enero y febrero de 2014, durante un episodio de ressaca do mar. Para ello se realizaron trabajos de campo, tomándose datos diarios de carácter topográfico, sedimentario y oceanográfico (oleaje, mareas y vientos). El estado morfo-dinámico modal de la Playa de Icaraí se determinó a partir de cuatro índices: el Parámetro Adimensional Omega, el Parámetro Escalar de Rotura de las Olas, el Parámetro Relativo de Mareas y el Índice de Playa. De los resultados obtenidos por nuestra investigación se concluye que, durante los episodios de ressaca do mar, el principal agente inductor de los cambios morfológicos en la Playa de Icaraí es el oleaje; que el estándar sedimentario corresponde a arenas de tamaño medio variando a grueso; y que el estado morfo-dinámico disipativo es el predominante, aunque se observan algunas pequeñas alternancias para estados intermedios y reflexivos (en menor grado). Por último se verifica que el uso de índices morfo-dinámicos proporciona criterios adecuados para la planificación y la gestión de las playas urbanas.

Palabras-clave: Morfología costera; Litoral  meso-mareal; Eventos de alta energía

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Davis Pereira de Paula, Universidade Estadual Vale do Acaraú

Doutor em Ciências do Mar e do Ambiente, Professor do Mestrado Acadêmico em Geografia e do Departamento de Engenharia Civil da UVA.

Carlos de Araújo Farrapeira Neto, Universidade Federal do Ceará

Doutorando em Geografia pela Universidade Federal do Ceará, Departamento de Geografia. Também possui graduação e mestrado em Geografia pela Universidade Estadual do Ceará.

Downloads

Publicado

2017-11-03

Como Citar

PAULA, D. P. de; FARRAPEIRA NETO, C. de A. Resposta de uma praia arenosa a um evento de ressaca do mar: o caso da Praia do Icaraí (Caucaia, Ceará, Brasil). Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 11, n. 2, p. 184–204, 2017. DOI: 10.5216/ag.v11i2.39302. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/39302. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos