As ciências sociais e as mudanças climáticas

Autores

  • Allan Rogério Veltrone Universidade Federal de São Carlos- Programa de Pós Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v11i3.34741

Resumo

Resumo

A proposta do artigo é mostrar o quão importante são as ciências sociais para a compreensão das mudanças climáticas. Trata-se de um tema inegavelmente hibrido, onde os aspectos sociais da questão são tão importantes quanto as analises dos cientistas do clima. Estas análises são realizadas com o objetivo de se elaborarem ações de mitigação, que devem contar, de alguma forma, com a participação do publico. Este, no entanto, tem mais facilidade para acessar os argumentos dos chamados céticos, que são, em sua maioria, divulgadores científicos, e não cientistas. Explorando estas controvérsias, mostraremos então a relevância de algumas teorias de autores consagrados: Beck, Latour, Giddens e Hanningan.

Palavras-chave: 1-Mudança Climática; 2-Sociologia da Ciência; 3-Sociologia Ambiental.

 

Abstract

The purpose of the article is to show how important social sciences are to understanding climate change. This is an undeniably hybrid theme, where the social aspects of the issue are as important as the analyses by the climate scientists. These analyses are performed in order to develop mitigation actions, which should depend, in some way, on the participation of the public. However, it is easier to access the arguments of so-called skeptics, who are mostly science communicators, and not scientists. Exploring these controversies, we then show the relevance of some theories by renowned authors: Beck, Latour, Giddens and Hanningan.

Keywords: 1-Change Climate; 2-Sociology of Science; 3-Environmental Sociology.

 

Resumen

El propósito de este artículo es mostrar la importancia de las ciencias sociales para la comprensión de los cambios climáticos. Se trata de un tema híbrido, donde los aspectos sociales son tan importantes como los análisis de los científicos del clima. Dichos análisis se realizan con el fin de desarrollar medidas de mitigación, las cuales deben contar con la participación del público. Sin embargo, es más fácil acceder a los argumentos de los llamados escépticos que, en su mayoría, son más comunicadores de la ciencia que científicos. Luego de estudiar estas controversias, mostraremos la relevancia de algunas teorías de autores de renombre: Beck, Latour, Giddens y Hanningan.

Palabras Clave: 1-Cambio Climático; 2-Sociología De La Ciencia; 3-Sociología Ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Rogério Veltrone, Universidade Federal de São Carlos- Programa de Pós Graduação em Ciência, Tecnologia e Sociedade

Graduado em Ciencias Sociais com enfase em Antropologia pela UFSCar

Mestre em Ciencia, Tecnologia e Sociedade pelo PPGCTS-UFSCar

Doutorando em Ciencia, Tecnologia e Soceidade pelo PPGCTS-UFSCar

Downloads

Publicado

2018-05-30

Como Citar

VELTRONE, A. R. As ciências sociais e as mudanças climáticas. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 11, n. 3, p. 134–154, 2018. DOI: 10.5216/ag.v11i3.34741. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/34741. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos