Análise da percepção e das práticas de Educação Ambiental em escolas de Curitiba/PR: subsídio à sensibilização socioambiental

Autores

  • Carla Luciane Blum Vestena Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO
  • Leandro Redin Vestena Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v11i1.34226

Resumo

Resumo

Esse artigo apresenta a percepção de alunos de quarto e quinto ano do Ensino Fundamental, de escolas públicas e privadas, situadas próximas ao rio Belém, na cidade de Curitiba, Estado do Paraná sobre os problemas socioambientais e as práticas de Educação Ambiental desenvolvidas em suas escolas. Realizou-se uma entrevista, contendo três perguntas semiabertas e uma pergunta em que a resposta deveria ser na forma de um desenho. Conclui-se que a percepção dos alunos dos quartos anos é menos elaborada, em relação ao dos alunos de quintos anos. Os alunos apresentam pouco conhecimento dos problemas ambientais, apesar da grande maioria conhecer o rio Belém, embora alguns desconheçam o seu nome. A prática de Educação Ambiental é de caráter intraescolares, sendo relacionada aos conteúdos de animais e plantas, aos rios e a observação da natureza. As metodologias empregadas pelos professores na Educação Ambiental não estão alcançando seus objetivos propostos.

Palavras-chave: Percepção ambiental; Educação Ambiental; alunos.

  

Abstract

This paper presents the perception of fourth and fifth year students at state and private elementary schools located close to the River Belém in Curitiba-PR, Brazil, with regard to socio-environmental problems and environmental education practices undertaken in their schools. They were interviewed using three half-open questions and a fourth question to be answered in the form of a drawing. Results show that perception of fourth year students was lower than that of fifth year students. The students showed little knowledge of environmental problems, despite the majority of them knowing River Belém, although some of them do not know its name.  Environmental Education at the schools is intramural and involves such subject matter as animals, plants, rivers and nature observation. The methodology used by teachers to provide environmental education is not reaching the proposed objective.

Keywords: Environmental Perception; Environmental Education; Students.

 

Resumen

En este artículo se muestra la percepción de alumnos de cuarto y quinto grado de las escuelas primarias, tanto públicas como privadas, ubicadas cerca del río Belém, en la ciudad de Curitiba, Estado de Paraná en cuanto a los problemas socio-ambientales. Además, se investigó la percepción de los mismos sobre las actividades de Educación Ambiental desarrolladas en sus escuelas. Se les ha realizado una entrevista con tres preguntas semi-abiertas y una en la que la respuesta debe ser en la forma de un dibujo. Se concluye que la percepción (conocimiento) de los estudiantes de las salas de cuarto grado es menos elaborado en relación con los alumnos quinto grado. Los estudiantes presentan poco conocimiento de los problemas ambientales, a pesar que la mayoría conoce el río Belém, aunque algunos desconocen su nombre. La mayoría de las actividades de Educación Ambiental son de carácter intraescolar, estando relacionados los contenidos con los animales y las plantas, los ríos y la observación de la naturaleza. Las metodologías empleadas por los docentes de Educación Ambiental no están alcanzando los objetivos propuestos.

Palabras clave: Percepción ambiental; Educación Ambiental; estudiantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Luciane Blum Vestena, Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO

Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Mestre em Geografia pela Universidade Federal do Paraná (2003). Docente dos Programas de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e de Geografia (PPGG) e do Departamento de Pedagogia, Uncientro. Membro da Sociedade Brasileira Jean Piaget, SBJP, Brasil. Membro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED), Associado do GT de Psicologia da Educação. Membro da Associação Brasileira de Pesquisadores em Educação Especial (ABPEE). Membership in the Jean Piaget Society (JPS).

Leandro Redin Vestena, Universidade Estadual do Centro-Oeste UNICENTRO

Docente permanente e pesquisador do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Geografia e do Departamento de Geografia da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO). Bolsista Produtividade em Pesquisa da Fundação Araucária - Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná. Doutor em Engenharia Ambiental pela UFSC, na área de Hidrologia e Hidráulica Aplicada (2008) e mestre em Geografia pela UFPR, na área de Análise e Gestão Ambiental (2002). Graduado em Geografia Bacharelado e Licenciatura pela UFPR (1998). Líder do Grupo de Pesquisa em Hidrogeomorfologia da UNICENTRO, desde 2004. Atua como revisor em periódicos na área de Geografia, Geociências e Ciências Ambientais. Chefe do Departamento de Geografia (2009-2010). Em seu currículo Lattes os termos mais frequentes na contextualização da produção científica, tecnológica e artístico-cultural são: Monitoramento e Modelagem Ambiental, Hidrologia, Hidrossedimentologia, Hidrogeomorfologia e Análise e Gestão Ambiental.

Downloads

Publicado

2017-06-05

Como Citar

LUCIANE BLUM VESTENA, C.; REDIN VESTENA, L. Análise da percepção e das práticas de Educação Ambiental em escolas de Curitiba/PR: subsídio à sensibilização socioambiental. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 11, n. 1, p. 87–108, 2017. DOI: 10.5216/ag.v11i1.34226. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/34226. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos