Vulnerabilidade Ambiental na Paisagem dos Aquíferos, Região do Algarve, Portugal Continental - DOI 10.5216/ag.v9i1.30539

Autores

  • Alex Mota Santos Universidade Federal de Rondônia

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v9i1.30539

Resumo

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar a relação de causa e efeito dos impactos e pressoes ambientais sobre o ecossistema de modo a propor uma restruturação do cenário ambiental em relação a Paisagem dos Aquíferos na região do Algarve, sul de Portugal Continental. A metodologia contemplou a modelagem matemática de imagens SRTM, LANDSAT e dados hidrogeológicos em Sistema de Informação Geográfica. Os resultados revelaram que 42,97% da área da Paisagem dos Aquíferos foram classificadas como tendo pressão estável, sendo que 39,53%  ficaram como pressão intermediária ou intergrade,  16,02% para uma pressão moderadamente instável, e 1,49% a para uma pressão totalmente instável. Em síntese, as áreas instáveis localizam-se integralmente sobre os sistemas aquíferos em zonas inconsolidadas e com ligação hidráulica onde ocorre a prática da agricultura, principal atividade econômica que ameaça a estabilidade dos ecossistemas na região.

Palavras-chave: Paisagem dos Aquíferos, Região do Algarve, Pressões Ambientais, Sistema de Informação Geográfica.

 

Abstract

The objective of this study is to analyze the cause and effect of environmental impacts and pressures on the ecosystem in order to propose a restructuring of the environmental scenario in relation to Landscape of the aquifers, in the Algarve, Portugal, continental part. The methodology included a mathematical modeling of SRTM images, Landsat and hydrogeological data in Geographic Information System, GIS. The results revealed that 42.97% of the landscape of the aquifers was classified as having stable pressure; and 39.53% with intermediate pressure or intergrade; 16.02% with a moderate unstable pressure, and 1.49% classified as total unstable pressure. In summary, the unstable areas are located entirely on the aquifer systems in unconsolidated areas with hydraulic connection where is practiced agriculture, the main economic activity that threatens the stability of ecosystems in the region.

Keywords: Landscape of aquifers, the Algarve Region, Environmental Pressures, Geographic Information System.

 

Resumen

El objetivo del presente trabajo es analizar la relación causa-efecto entre los impactos de las presiones sobre el ecosistema para estructurar un escenário de alteración ambiental del Paisaje de los Acuíferos en la región de Algarve, al Sur de Portugal Continental. La metodologia contempló el modelamiento matemático de imágenes SRTM, LANDSAT y datos hidrogeológicos en Sistemas de Información Geográfica. Los resultados revelaron que 42,97% del área del Paisaje de los Acuíferos fueron clasificados como presión estable, 39,53% como presión intermediária, 16,02% moderadamente inestable y 1,49% totalmente inestable. En síntesis, las áreas inestables se localizan integralmente sobre los sistemas acuíferos en zonas inconsolidadas y con conexión hidraulica donde ocurre la práctica de la agricultura, principal actividad económica que amenaza la estabilidade de los ecosistemas en la región.

Palabras clave: Paisaje de los Acuíferos, Región de Algarve, Presiones Ambientales, Sistema de Información Geográfica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Mota Santos, Universidade Federal de Rondônia

Professor do Departamento de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia, leciona disciplinas de Sensoriamento Remoto, Sistema de Informação Geográfica e Cartografia

Downloads

Publicado

2014-08-19

Como Citar

SANTOS, A. M. Vulnerabilidade Ambiental na Paisagem dos Aquíferos, Região do Algarve, Portugal Continental - DOI 10.5216/ag.v9i1.30539. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 65–78, 2014. DOI: 10.5216/ag.v9i1.30539. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/30539. Acesso em: 24 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos