Pavlovsky e Sorre: duas importantes contribuições à geografia médica - DOI 10.5216/ag.v1i2.3020

Autores

  • Renato Guedes Vieites UERJ
  • Inês Aguiar de Freitas UERJ

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v1i2.3020

Resumo

Uma análise histórica dos primeiros conhecimentos em Geografia demonstra que é antiga a associação entre esta e a Medicina, podendo ser identificada desde a Antiguidade a menção ao tratamento de temas relacionando saúde, ambiente e o espaço. No momento em que a geografia transforma-se em ciência, no fim do século XIX, os contatos iniciais entre a Geografia e a Epidemiologia levaram aos estudos em Geografia Médica, relacionados à descrição minuciosa da distribuição regional das doenças. No século XX, os conceitos de “foco natural de doença”, do parasitologista Evgeny Pavlovsky e de “complexo patogênico”, do geógrafo francês Maximillien Sorre aprofundaram tais estudos. Nosso objetivo principal é analisar a contribuição que estes dois cientistas/pensadores, através dos conceitos que criaram, trouxeram aos estudos em Geografia Médica. Neste estudo, através do resgate e da correlação entre os principais conceitos de Pavlovsky e de Sorre, queremos destacar sua importância como instrumentos de análise e integração entre a geografia e a epidemiologia, recuperando, ainda, uma das mais novas “evoluções” da Geografia Médica: a Saúde Ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-12-19

Como Citar

VIEITES, R. G.; FREITAS, I. A. de. Pavlovsky e Sorre: duas importantes contribuições à geografia médica - DOI 10.5216/ag.v1i2.3020. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 1, n. 2, p. 187–201, 2007. DOI: 10.5216/ag.v1i2.3020. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/3020. Acesso em: 20 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos