Fatores determinantes e cenários futuros sobre a expansão da cana-de-açúcar na região de Cerrado no Centro-Oeste mineiro - DOI 10.5216/ag.v9i1.29101

Autores

  • Edmar Geraldo Oliveira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais.
  • Fausto Miziara Universidade Federal de Goías
  • Manuel Eduardo Ferreira Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v9i1.29101

Resumo

Resumo

Neste estudo buscou-se identificar a influência das variáveis fisiográficas sobre a expansão canavieira no Centro-Oeste mineiro, entre os anos de 2005 e 2010, bem como a simulação de cenários futuros para a cobertura e uso da terra no ano de 2030. Os resultados indicaram que, entre as variáveis analisadas, a localização das usinas, distâncias de áreas cultivadas, malha viária e a topografia exerceram influência favorável para o aumento da área plantada naquela região. Os mapas de cenários futuros apontam diferenças significativas entre os dois cenários simulados. No primeiro, a área de pastagem se manteria estável, a vegetação remanescente de Cerrado sofreria uma variação positiva de 5,3% (regeneração), a cana-de-açúcar sofreria uma redução de 24,7% em sua área cultivada, enquanto a agricultura em geral aumentaria sua abrangência em 40%. O segundo cenário é caracterizado por um expressivo aumento nas lavouras de cana-de-açúcar, aumentando a sua área em 127,3%. A conversão para a cana se daria especialmente sobre áreas com agricultura e pastagens, as quais sofreriam reduções de 35% e 27,1%, respectivamente.

Palavras-chave: cana-de-açúcar, Cerrado, modelagem ambiental, cenários futuros.

 

Abstract

In this study we sought to identify the influence of physiographic variables on sugarcane expansion in the Midwest of Minas Gerais, between the years 2005 and 2010, as well as the simulation of future scenarios to cover and land use in the year 2030. The results indicated that, among the variables , location of plants , distances of cultivated areas , road network and topography exerted a favorable influence on the increase in planted area in the region . Maps of future scenarios indicate significant differences between the two simulated scenarios. At first, the pasture area would remain stable, the remaining Cerrado vegetation would suffer an increase of 5.3% (regeneration), the sugarcane would fall by 24.7 % in its cultivated area, while agriculture in general would increase its coverage by 40%. The second scenario is characterized by a significant increase in crops ofsugar cane, increasing its area 127.3 %. The conversion to sugarcane would occur especially on areas with agriculture and pastures, which would suffer from 35 % and 27.1 % reductions respectively.

Keywords: sugarcane, Cerrado, environmental modeling, future scenarios.

 

Resumen

En este estudio hemos tratado de identificar la influencia de variables fisiográficas en expansión de la caña en la minera Medio Oeste, entre los años 2005 y 2010, así como la simulación de escenarios futuros para cubrir y uso de la tierra en el año 2030. Los resultados indicaron que, entre las variables, la ubicación de las plantas, distancias áreas cultivadas, red de carreteras y la topografía ejerce una influencia favorable en el aumento de la superficie plantada en la región. Mapas de escenarios futuros indican diferencias significativas entre los dos escenarios simulados. Al principio, la zona de pastos se mantendría estable, la vegetación del Cerrado restante sufriría un aumento del 5,3 % (regeneración), la caña de azúcar se reduciría en un 24,7 % en su área cultivada, mientras que la agricultura en general sería aumentar su cobertura en un 40 %. El segundo escenario se caracteriza por un aumento significativo en los cultivos de azúcar de caña, aumentando su área de 127,3 %. La conversión de la caña de azúcar se producirá sobre todo en las zonas de agricultura y pastos, que sufrirían de un 35 % y un 27,1 % de reducción, respectivamente.

Palabras clave: caña de azúcar, el Cerrado, la modelización ambiental, escenarios futuros.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edmar Geraldo Oliveira, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais.

Doutorando em Ciências Ambientais (UFG), Mestrado em Meio Ambiente e Sustentabilidade pela Universidade de Caratinga-MG - UNEC (2006), Pós Graduação em Treinamento Desportivo pela Universidade Castelo Branco-RJ (1998), Graduação em Licenciatura Em Educação Física pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRRJ (1997). Desde 1998 atua como professor efetivo do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais - IFMG - Campus São João Evangelista. No exercício da docência atua com ênfase em Educação Física Escolar, entretanto, trabalha também com as Ciências Ambientais. Possui experiência na gestão pública, tendo ocupado por quatro anos o cargo de Coordenador Geral de Atendimento ao Educando no IFMG - Campus São João Evangelista, onde coordenou importantes comissões. Desde fevereiro de 2009 ocupa o cargo de Pró-Reitor de Planejamento e Orçamento do IFMG.

Fausto Miziara, Universidade Federal de Goías

Possui graduação em Sociologia pela Universidade de Brasília (1996), mestrado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1989) e doutorado em Sociologia pela Universidade de Brasília (1995). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia Rural e Sociologia Ambiental. Os principais temas de pesquisa que desenvolve atualmente estão articulados com a expansão da Fronteira Agrícola.

Manuel Eduardo Ferreira, Universidade Federal de Goiás

Possui graduação em Geografia pela Universidade de Brasília (2000), mestrado em Processamento de Dados em Geologia e Análise Ambiental pela Universidade de Brasília (2003), doutorado em Ciências Ambientais pela Universidade Federal de Goiás (2009), com estágio pós-doutorado (2009) no Woods Hole Research Center (Massachusetts, EUA). Atualmente, encontra-se como professor adjunto da Universidade Federal de Goiás (UFG), na área de Cartografia e Geoprocessamento, e pesquisador associado ao Laboratório de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (LAPIG), onde atua como colaborador de projetos envolvendo o monitoramento de paisagens naturais e antrópicas nos biomas Cerrado e Amazônia. Dentre seus interesses de pesquisa, destacam-se o monitoramento da cobertura vegetal e uso do solo por meio de técnicas de Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento, bem como a geração de cenários ambientais através da integração de dados biofísicos e socioeconômicos.

Downloads

Publicado

2014-09-11

Como Citar

OLIVEIRA, E. G.; MIZIARA, F.; FERREIRA, M. E. Fatores determinantes e cenários futuros sobre a expansão da cana-de-açúcar na região de Cerrado no Centro-Oeste mineiro - DOI 10.5216/ag.v9i1.29101. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 9, n. 1, p. 79–103, 2014. DOI: 10.5216/ag.v9i1.29101. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/29101. Acesso em: 20 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos