Comida: identidade, tradição e cultura enraizada nas manifestações do catolicismo em Sergipe - DOI 10.5216/ag.v8i2.28124

Autores

  • Sônia de Souza Mendonça Menezes UFS

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v8i2.28124

Resumo

Resumo

Nas últimas décadas, as pesquisas que abordam as relações imbricadas entre comidas e religiosidade populares vêm ganhando importância como uma força da tradição e da cultura, entendida como uma forma de manifestação da identidade. Tendo como objetivo aprofundar essa discussão, tomamos como recorte espacial o Estado de Sergipe. Os dados empíricos analisados são referentes às pesquisas de campo realizadas em 2012/2013. Comprovamos, nas principais manifestações religiosas católicas do povo sergipano, a associação ao consumo de comidas típicas fortemente associadas à  identidade cultural da população. Embora tenhamos identificado que as mudanças socioeconômicas e culturais interferem diretamente nas práticas religiosas, paradoxalmente, em determinadas festividades, permanece o consumo de comidas tradicionais que são valorizadas e produzidas em espaços no interior das residências alicerçadas pelas relações de proximidade, sociabilidade, reciprocidade e também terminam por valorizar os momentos para além da religiosidade.

Palavras chaves: Manifestações populares, catolicismo, comidas, identidade, Sergipe.

 

Abstract

On the last decades, researches regarding the relation between food and popular religiosity have been growing in importance as a strength of tradition and culture, understood as a way of identity manifestation. Aiming at going deeper at this debate, the State of Sergipe has been chosen. The empirical data analyzed relate to field researches carried out between 2012 and 2013. It was proved that, on the main catholic religious manifestations in Sergipe, the people consumed typical food strongly associated with the cultural identity of the population. Although it was identified that the cultural and socioeconomic changes interfere directly with religious practices, in specific festivities there is appreciation for the consumption of traditional dishes. These are the kinds of food produced inside the houses, supported by relations of closeness, sociability and reciprocity, typical of outlets in urban areas.

Keywords: Popular manifestations, Catholicism, foods, identity, Sergipe.

 

Resumen

Las últimas décadas,  las pesquisas que abordan las relaciones imbricadas entre comida e religiosidad popular ven ganando importancia como una fuerza de la tradición e de la cultura, entendida como una forma de manifestación de la identidad. Tiendo como objetivo profundizar esa discusión, tomamos como recorte espacial el estado de Sergipe. Los dados empíricos analizados son referentes a las pesquisas de campo realizadas en 2012/2013. Comprobamos en las principales manifestaciones religiosas e católicas del pueblo sergipano a asociación al consumo de comidas típicas fuertemente asociadas a identidad cultural de la populación. A pesar de tener identificado que los cambios socioeconómicos e culturales interfieren directamente en las prácticas religiosas, paradójicamente en ciertas festividades hay una valorización del consumo de comidas tradicionales. Eses alimentos que son producidos en espacios en el interior de las residencias apoyados por las relaciones de proximidad, sociabilidad e reciprocidad, tanto como en tiendas especializadas en lo espacio urbano.

Palabras Claves: Manifestaciones populares, catolicismo, comidas, identidad, Sergipe.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sônia de Souza Mendonça Menezes, UFS

Profª Adunto do Departamento de Geografia e do NPGEO_Núcleo de Pós graduaçção em Geografia da UFS;

Downloads

Publicado

2014-03-20

Como Citar

MENEZES, S. de S. M. Comida: identidade, tradição e cultura enraizada nas manifestações do catolicismo em Sergipe - DOI 10.5216/ag.v8i2.28124. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 8, n. 2, p. 274–289, 2014. DOI: 10.5216/ag.v8i2.28124. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/28124. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos