“Nós fazemos parte desse lugar” – Aspectos teóricos da migração e do migrante a uma nova forma de olhar o espaço - DOI 10.5216/ag.v5i2.15493

Autores

  • Isis do Mar Marques Martins UFF

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v5i2.15493

Resumo

Este artigo procura tratar das multiplicidades inerentes aos espaços e sua importância como análise geográfica na trajetória, na migração e no migrante, com o olhar voltado para a análise interdisciplinar do assunto. Possui como objetivo geral compreender aspectos relativos à migração e ao migrante a partir de alguns pressupostos conceituais dentro da geografia, para entender seus processos e seus fenômenos. Como objetivo específico propõe a análise de três dessas correntes distintas no pensamento geográfico: a migração e o migrante como força de trabalho; o migrante como trunfo em um jogo de relações de poder, e o migrante inserido em uma série de discursos hegemônicos que engendram territorialidades impostas a ele, sem considerar que sua territorialidade existe e, seus desejos ao movimento não são estabelecidos alheiamente, mas sim inerentes ao seu ser. Produzir geografias é produzir múltiplos espaços em encontro com o novo, na possibilidade de construir identidades efetivamente políticas, um espaço de todos e para todos, naquilo que realmente podemos chamar de cidadania.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-08-26

Como Citar

MARTINS, I. do M. M. “Nós fazemos parte desse lugar” – Aspectos teóricos da migração e do migrante a uma nova forma de olhar o espaço - DOI 10.5216/ag.v5i2.15493. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 5, n. 2, p. 292–320, 2011. DOI: 10.5216/ag.v5i2.15493. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/15493. Acesso em: 30 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos