Conhecimento geográfico e cartografia: produção e análise de mapas mentais - DOI 10.5216/ag.v5i1.13834

Autores

  • Denis Richter UFG
  • Gislaine Garcia de Faria IFPR

DOI:

https://doi.org/10.5216/ag.v5i1.13834

Resumo

O uso da Cartografia nas aulas de Geografia é muito recorrente. Os mapas são requisitados para contribuir na localização e, principalmente, na espacialização dos fenômenos que integram a realidade. No entanto, além de desenvolver a leitura dos mapas a escola precisa criar condições para que os alunos possam produzir/construir mapas. Para isto, o mapa mental é um recurso que possibilita ao estudante a construção de uma representação espacial sobre um determinado espaço de forma mais autônoma, por ser proveniente de interpretações do campo social coletivo e particular dos indivíduos (Gould & White apud TEIXEIRA, 2001). Com base nesses pontos organizamos uma pesquisa que teve como objetivo analisar a produção de mapas mentais de alunos do 6º ano do Ensino Fundamental e do 1º ano do Ensino Médio. Além disso, este estudo buscou conhecer e interpretar as diferenças e as semelhanças no desenvolvimento da construção dos mapas mentais por alunos do EF e EM, bem como no uso dos signos cartográficos e na relação desta representação espacial com o conhecimento geográfico ensinado aos alunos durante a Educação Básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2011-04-06

Como Citar

RICHTER, D.; DE FARIA, G. G. Conhecimento geográfico e cartografia: produção e análise de mapas mentais - DOI 10.5216/ag.v5i1.13834. Ateliê Geográfico, Goiânia, v. 5, n. 1, p. 250–268, 2011. DOI: 10.5216/ag.v5i1.13834. Disponível em: https://revistas.ufg.br/atelie/article/view/13834. Acesso em: 17 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos