A COMUNHÃO PERFORMÁTICA EM THÉRÈSE

Autores

  • Karla Lidiane Costa Martins Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v3i1.46668

Palavras-chave:

Santa Teresinha, Mito, Rito, Performance, Sagrado, Mitodologia em Arte, Artetnografia.

Resumo

Este artigo apresenta um breve relato de experiência sobre a comunhão performática em Thérèse, que integra a pesquisa encampada pela artista-pesquisadora Karla Martins acerca do seu mito-guia Santa Teresinha do Menino Jesus e da Sagrada Face, desenvolvida durante o mestrado em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Para tal construção, lançou-se mão da Mitodologia em Arte e da Artetnografia, práticas/conceitos capitaneados pela Prof. Ph.D. Luciana Lyra (UERJ / UFRN), que, por sua vez, estão ligados aos campos da Antropologia da Experiência (Antropologia da Performance), do antropólogo Victor Turner, e da Antropologia do Imaginário, do sociólogo Gilbert Durand. A presente tessitura trafega sobre os solos do mito, rito, sagrado, arte e performance.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karla Lidiane Costa Martins Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestra em Artes Cênicas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte; Especialista em Gestão e Produção Cultural pela Faculdade Frassinetti do Recife e Graduada na Licenciatura em Artes cênicas pela Universidade Federal de Pernambuco.

Referências

ARTAUD, Antonin. O Teatro e seu Duplo. São Paulo, Ed. Max Limonad, 1987.

CAMPBELL, Joseph. O poder do mito. São Paulo: Palas Athena, 1990.

COHEN, Renato. Performance como Linguagem – Criação de um espaço-tempo de experimentação. São Paulo, Editora Perspectiva, 2002. 175 p.

DAWSEY, J. C. Victor Turner e a antropologia da experiência. Cadernos de Campo, São Paulo, n. 13, ano 14, p. 163-176, 2005.

DAWSEY, J. C. Turner, Benjamin e Antropologia da Performance: O lugar olhado (e ouvido) das coisas. In: Campos V. 7, n. 2, 2006.

DAWSEY, J. C. Victor Turner e Antropologia da E Experiência. Cadernos de campo, 2005.13: 163-176.

DURAND, Gilbert. As estruturas antropológicas do imaginário. São Paulo, Martins Fontes, 2002.

ELIADE, Mircea. O Sagrado e o Profano: essência das religiões. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

FEINSTEIN, D.; & KRIPPNER, S. Mitologia Pessoal: A psicologia evolutiva do Self. São Paulo: Cultrix, 1988.

GOFFMAN, Erving. Manicômios, Prisões e Conventos. São Paulo, Perspectiva, 1996. 312 p.

GROSSI, M.P. Jeito de freira: estudo antropológico sobra a vocação religiosa feminina. Cadernos de Pesquisa. Fundação Carlos Chagas/Cortez Editora, Maio 1990, n.73.

GROTOWSKI, Jerzy. Em busca de um Teatro Pobre. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 1987.

JOSAPHAT, Carlos. As santas doutoras: espiritualidade e mancipação da mulher. São Paulo: Paulinas, 1999.

JESUS, Teresinha de. História de uma alma – manuscritos autobiográficos. São Paulo, Editora Paulus, 1986. 339 p.

JUNG, Carl G. O homem e seus símbolos. 2 ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2008. 448 p.

LEWIS, Ioan M. Êxtase religioso. São Paulo, Perspectiva, 1977. 268 p.

LYRA, Luciana de Fátima Rocha Pereira de. Mitodologia em Arte no cultivo do trabalho do ator: Uma experiência de f(r)icção. 2015. Relatório (Pós doutorado em Artes Cênicas), DEART, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal-RN, 2015. (não publicado)

LYRA, Luciana de Fátima Rocha Pereira de. Caboclos, guerreiras, artistas de f(r)icção: cravos e pérolas d’alma. Urdimento, v.2, n. 25, p. 72-83, dezembro, 2015.

LYRA, Luciana de Fátima Rocha Pereira de. O Caso Joana: transporte e transformação do ator de f(r)icção. In BRONDANI, Joice. Grotowski: estados alterados de consciência. São Paulo, Giostri Editora, 2015.

LYRA, Luciana de Fátima Rocha Pereira de. Da artetnografia; máscara-mangue em duas experiências performáticas. 2013. Relatório (Pós-doutorado em Antropologia), FFLCH, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo-SP, 2013. (não publicado)

LYRA, Luciana de Fátima Rocha Pereira de. Guerreiras e Heroínas em processo: Da artetnografia à Mitodologia em Artes Cênicas. 2010. Tese (Doutorado em Artes), Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Campinas-SP, 2011.

MAUSS, M. Sobre o sacrifício: Marcel Mauss e Henri Hubert. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

MARIZ, Adriana Dantas de. A ostra e a pérola. São Paulo: Perspectiva, 2007.

PAVIS, Patrice. Dicionário do Teatro. São Paulo, Ed. Perspectiva S. A ., 2011.

PITTA, Danielle Perin Rocha. Iniciação à teoria do imaginário de Gilbert Durand. Rio de Janeiro, Editora Atlântica, 2005.

SCHECHNER, Richard. Pontos de contato entre o pensamento antropológico e o teatral. In: Cadernos de Campo, São Paulo, n.20, p. 1-360, 2011. (p. 213-236)

PITTA, Danielle Perin Rocha. O que é performance? Do original em ingles SCHECHNER, Richard. Performance studies: an introduccion, second edition. New York & London: Routledge, 2002. p. 28-51.

SILVA, R. A. Entre “artes” e “ciências”: A noção de Performance e drama no campo das ciências sociais. In: Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, ano 11, n. 24, jul./dez. 2005.

TERESA DO MENINO JESUS, Santa. Obras completas: escritos e últimos colóquios. Tradução Paulus editora com colaboração das monjas do Carmelo do Imaculado Coração de Maria e Santa Teresinha. São Paulo, Paulus, 2002.

TODOROV, Tzvetan. A conquista das Américas. São Paulo: Martins Fontes, 1982.

TURNER, Victor W. O processo ritual: estrutura e antiestrutura. 2 ed. Petrópolis, Vozes, 2013.

TURNER, Victor W. O Processo Ritual: estrutura e antiestrutura. Petrópolis: Vozes, 1974.

VAN GENNEP, Arnold. Os ritos de passagem. Petrópolis. Vozes, 1978.

Downloads

Publicado

2017-07-31

Como Citar

COSTA MARTINS SILVA, K. L. A COMUNHÃO PERFORMÁTICA EM THÉRÈSE. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 3, n. 1, p. 071–084, 2017. DOI: 10.5216/ac.v3i1.46668. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/46668. Acesso em: 27 maio. 2024.