A Presença da Poética Clown em La Strada

Autores

  • Marcus Villa Góis UFBA - Universidade Federal da Bahia PPGAC - Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas, Salvador, Bahia, Brasil. http://orcid.org/0000-0001-6600-6913
  • Tauanne Gazoso Lacerda Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UMES), Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.5216/ac.v2i3.43446

Palavras-chave:

Clown, Felinni, La Strada

Resumo

Este trabalho tem como objetivo apontar as características que constituem a essência da poética do clown. O entendimento das principais características dessa linguagem se fez necessário, pois trata de uma premissa fundamental a fim de podermos compreender como tal linguagem se manifesta nos personagens centrais: Zampanò e Gelsomina; em La Strada (1954), filme de Federico Fellini. Para realizar essa análise, proponho ao leitor uma reflexão sobre a essência poética clown, a partir de diferentes perspectivas teóricas sobre essa linguagem, para em seguida apontar os traços dos personagens em questão, que correspondem a essa essência. Essa pesquisa é direcionada a todos aqueles que possuem o interesse pela linguagem do palhaço e almeja contribuir para a reflexão sobre as diversas possibilidades estéticas que essa essência nos oferece.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcus Villa Góis, UFBA - Universidade Federal da Bahia PPGAC - Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas, Salvador, Bahia, Brasil.

Dr. Artes Cênicas. Professor UEMS 2011-16. Professor UFBA 2016-

Tauanne Gazoso Lacerda, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UMES), Dourados, Mato Grosso do Sul, Brasil.

Licenciada em Artes Cênica - UEMS

Downloads

Publicado

2016-12-29

Como Citar

GÓIS, M. V.; LACERDA, T. G. A Presença da Poética Clown em La Strada. Arte da Cena (Art on Stage), Goiânia, v. 2, n. 3, p. 088–102, 2016. DOI: 10.5216/ac.v2i3.43446. Disponível em: https://revistas.ufg.br/artce/article/view/43446. Acesso em: 14 jul. 2024.