A mística da norma: design gráfico e referenciação à la ABNT

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/v.v20.72408

Palavras-chave:

Humanidades, Escrita, Design

Resumo

É difícil discordar das normas quando elas estão naturalizadas. No caso daquelas que empregamos em
artigos e revistas científicos, há o agravante de sua racionalidade e de seu aparente rigor. Assim, dispendemos enorme esforço para formatar nossa escrita às exigências das revistas sem pensar nas consequências estéticas das normas. Estéticas não apenas no sentido visual, mas também do estilo na escrita. Apontamos para as consequências estilísticas na escrita acadêmica e concluímos que descuidar de como escrevemos significa abandonar a própria linguagem das Ciências Humanas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABNT. Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2014. Normatização. S. l. Disponível em: http://www.abnt.org.br/normalizacao/o-que-e/o-que-e. Acesso em: 10 maio 2021.

ABNT. NBR10520. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Normas Técnicas, 2002.

BARBIER, Frédéric. A Europa de Gutenberg: o livro e a invenção da modernidade ocidental (séculos XIII-XIV). Trad. Gilson César Cardoso de Souza. São Paulo: Edusp, 2018.

BARRETO, Maurício L. O desafio de avaliar o impacto das ciências para além da bibliometria. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 47, n. 4, p. 834-837, 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rsp/a/cx9vHMPr5kjmd4wv4bfTGNJ/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 7

maio 2021.

BORSOI, Izabel Cristina Ferreira. Trabalho e produtivismo: saúde e modo de vida de docentes de instituições públicas de Ensino Superior. Cadernos de Psicologia Social do Trabalho, São Paulo, v. 15, n. 1, p. 81-100, 2012.

CLARIVATE Analytics. Research in Brazil: A report for CAPES by Clarivate Analytics. S. l.: Clarivate Analytics, 2017. Disponível em: http://www.sibi.usp.br/wp-content/uploads/2018/01/Relat%C3%B3rio-Clarivate-Capes-InCites-Brasil-2018.pdf. Acesso em: 10

maio 2021.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. 2. ed. Trad. Ruy Jungman. Rio de Janeiro: Zahar, 1994. 2 v.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. Trad. Raquel Ramalhete. 27. ed. Petrópolis: Vozes, 1987.

GENOVEVA, Elisabet. Paradojas del nihilismo. Capítulo 3: Publica o muere. Producciones Pliegue. S. l., 27 maio 2020. 1 vídeo (18 minutos e trinta segundos). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=kjSArdv5cNY&t=130s. Acesso em: 8 maio 2021.

GRAFTON, Anthony. The Footnote: a curious history. Cambridge: Harvard University Press, 1999.

HANSEN, João Adolfo. Aula pública, Prof. Hansen - A morte da cultura na universidade. Centro Acadêmico Livre de Letras da USP. S. l., 28 ago. 2014. 1 vídeo (1 horas e 5 minutos). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ijbtqJZ9mqo&t=3324s. Acesso em: 8

maio 2021.

HENDEL, Richard. O design do livro. Trad. Geraldo Gerson de Souza e Lúcio Manfredi. Cotia: Ateliê, 2006.

PÉCORA, Alcir. Letras e humanidades depois da crise. Revista da Anpoll, [S. l.], v. 1, n. 38, p. 41–54, 2015. DOI: 10.18309/anp.v1i38.833. Disponível em: https://anpoll.emnuvens.com.br/revista/article/view/833. Acesso em: 28 maio. 2021.

PESQUISA FAPESP. Quando se trata de português falado, não existe certo e errado. S. l., 31 out. 2017. 1 vídeo (8 minutos). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=NxQmBBgPrp8. Acesso em: 8 maio 2021.

SPINOZA, Baruch de. Ética. Trad. Tomaz Tadeu. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

Downloads

Publicado

2022-12-06

Como Citar

FURTADO, J. P. A mística da norma: design gráfico e referenciação à la ABNT. Visualidades, Goiânia, v. 20, 2022. DOI: 10.5216/v.v20.72408. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/72408. Acesso em: 29 maio. 2024.