A viagem como método e a formação de um Recordatório

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5216/v.v21.71486

Palavras-chave:

fotografia, viagem, cartografia, memória

Resumo

Este artigo apresenta o projeto Recordatório que é uma ação artística relacional e em processo que cria um arquivo com fotografias antigas. Descreve a sua metodologia que se baseia na viagem e na fotografia para a sua construção. Aponta os elementos cartográficos que fundamentam o seu método de criação. Relata duas coletas realizadas no Ceará e se dedica a analisar os aspectos culturais, sociais e simbólicos de um arquivo em construção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Diana Patrícia Medina Pereira, Universidade de Brasília (UnB), Brasília, Distrito Federal, Brasil, medina.diana@gmail.com

É doutora em Artes Visuais pela Universidade de Brasília na linha Imagens, visualidades e urbanidades. Mestra em Criação, Teoria e Mediação em Artes Plásticas - Université de Toulouse II - Le Mirail (França, 2014) e Licenciada em Artes Visuais pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (2012). Professora adjunta no curso de Design Digital na Universidade Federal do Ceará (Desde 2015). Foi coordenadora do Projeto "Olha pro céu meu amor" onde desenvolvia oficinas de fotografia no sertão central do Ceará (2017, 2018 e 2019). Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Artes Visuais (fotografia e desenho) atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de artes visuais e pesquisa em poéticas visuais. Como artista desenvolve projetos relacionados à arte urbana como; criação de painéis, instalações e caminhadas experimentais.

Referências

BARTHES, Roland. A câmera clara, nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: 1984.

FRETE. Intérprete: Renato Teixeira. Compositor: Renato Teixeira. In: AMIZADE Sincera. São Paulo: Sony Music Entertainment, 1990.

GOGOL, Nikolai. Almas mortas. Tradução de Tatiana Belinky. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

LISSOVSKY, Maurício. Dez proposições sobre a fotografia do futuro. Disponível em: http://www.dobrasvisuais.com.br/wp-content/uploads/2010/10/Dez-proposi%C3%A7%C3%B5es-sobre-a-fotografia-do-futuro.pdf. Acesso em: 20 abr.

LOTMAN, Iuri. La semiosfera III. Madrid: Ronesis Catedra Universitat de Valencia, 2000.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. São Paulo; Martins Fontes. 1999.

ONFRAY, Michel. Teoria da viagem, poética da geografia. Porto Alegre, RS: L&PM, 2009.

PASSOS, Eduardo; KRASTRUP, Virgínia. Pistas do método da cartografia: Pesquisa – Intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Sulina, 2010.

ROLNIK, Suely. Cartografia sentimental. Transformações do desejo. Porto Alegre: Sulina; Editora UFRGS, 2011.

ROUILLÉ, André. La photographie. Paris: Galimard, 2005.

ROULLIÉ, André. A fotografia entre documento e arte contemporânea. Tradução de Constância Egrejas. São Paulo: Editora Senac, 2009.

ROUILLÉ, André. Fotografia contemporânea – Fronteiras e transgressões. Brasília: Casa das Musas, 2013.

RUBY, Jay. Secure the shadow: death and photography in América. USA: The MIT Press, 1995.

SILVA, Armando. Álbum de família, a imagem de nós mesmos. São Paulo: Editora Sesc, 2008.

SONTAG, Susan. Sobre fotografia. Rio de Janeiro: Companhia das letras, 2004.

SOULAGES, François. Estética da fotografia. Perda e permanência. São Paulo: Editora Senac, 2010.

Downloads

Publicado

2023-10-19

Como Citar

MEDINA PEREIRA, D. P. A viagem como método e a formação de um Recordatório. Visualidades, Goiânia, v. 21, 2023. DOI: 10.5216/v.v21.71486. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/71486. Acesso em: 23 abr. 2024.