O re-experienciar da imagem

Autores

  • Sally Santiago Universidade de Aveiro, Aveiro, Portugal, sallysantiago_@hotmail.com

Palavras-chave:

Viagem, Nova Zelândia, Transformação

Resumo

O ensaio visual oferece pequenas pausas em registros de vídeos digitais do período em que a Nova Zelândia passou a ser casa para muitas histórias. A partir do momento que o pé se levanta do chão, a mente se inquieta entre a expectativa do que logo vem e do que se deixou. É um caminho sem volta. Como se fossemos seres tão frágeis a ponto de questionar nossa própria compreensão sobre os espaços que habitamos. A viagem que não prevê volta se oferece como um convite, daqueles desconfortáveis, mas sedutores ao mesmo tempo. Operando em nossos corpos e mentes a partir de uma reconfiguração de espaço que evidencia nossa posição nele. Recordar quem fomos e quem somos, a partir desses encontros, torna possível um perpetuar dessa constante transformação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-12-06

Como Citar

SANTIAGO, S. O re-experienciar da imagem. Visualidades, Goiânia, v. 20, 2022. Disponível em: https://revistas.ufg.br/VISUAL/article/view/71265. Acesso em: 21 maio. 2024.